Google+ Badge

quinta-feira, 17 de abril de 2014

O REI JESUS ENTRA EM JERUSALÉM!

        O REI JESUS ENTRA EM JERUSALÉM!

        O nosso texto está em (Mat. 2:1-11) que é o relato da entrada de Jesus Cristo em Jerusalém.
        Leremos o (V. 5) que diz: “Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei aí te vem, Manso, e assentado sobre uma jumenta, E sobre um jumentinho, filho de animal de carga".

        A entrada do Rei Jesus em Jerusalém, entre tantas outras entradas, se deu um domingo antes do domingo da ressurreição do Senhor Jesus Cristo. O que os editores da Bíblias chamam-na de Entrada Triunfal; os Católicos chamam-na de “Domingo de Ramos”; o que prefiro chamá-la de domingo da paixão de Cristo.

        Lendo este texto sem a devida atenção, sem uma análise detalhada, parece que não há muito o que extrair, o que dizer a nós. Todavia, este texto tem muito o que nos ensinar, se não vejamos.

        1 – O PRIMEIRO ENSINO: “AÍ VEM O TEU REI”, (V.5).
        Ainda que os judeus não reconheceram e não reconhecem até hoje, a Jesus Cristo como rei deles; recusaram, rejeitaram receber a Jesus Cristo como (מֶשִׁיהַ – MÂSHÎAH, Harris, 884-885), no hebraico, o Messias, conforme está escrito no Evangelho de Jesus Cristo em que João escreveu, (1:11) que diz: “Veio para o que era seu, e os seus não o receberam”, nem por isso Jesus Cristo deixou de ser Rei, de reinar sobre os judeus, sobre a humanidade; até mesmo sobre o universo, o que nos diz o Próprio Senhor Jesus Cristo em (Mt. 28:18) “E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra”.
        A palavra Messias no hebraico, é sinônima da palavra Rei, que significa ungido do Senhor, se referindo ao rei, como acontecia com os reis de Israel, Saul, Davi, Salomão e etc, que eram ungidos por Deus e para a obra do Senhor Jeová.

        A unção que vinha do Próprio Jeová era o destaque para “o relacionamento especial entre Deus e o ungido”.
        O Messias significa o Vice-Rei, ou o Agente de Deus na terra, conforme o (Sal. 2:2) que diz: “Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas”.

        Querendo ou não, aceitando ou não, Jesus Cristo é o Rei dos judeus, pois os magos vieram do Oriente procurando Jesus Cristo que tinha nascido como Rei dos Deus, é o que nos diz (Mt. 2:2) “Dizen-do: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo”. Rei dos judeus e nosso rei também. Ele está reinando sobre cada ser humano, sem no entanto, interferir em nossas escolhas, em nossas decisões, a não ser que peçamos a sua ajuda, ou que ele tem uma razão muito especifica para tal ação, como aconteceu com Saulo, que depois passou a chamar-se Paulo.

        Como nós estamos encarando o reinado do Senhor Jesus Cristo sobre as nossas vidas, querendo ou não?
        Se já determinamos que Ele reine em nossas vidas: Está Ele reinando verdadeiramente sobre as nossas vidas sem restrições de nossa parte? Ou estamos brincando, fazendo de conta que o Senhor Jesus Cristo reina sobre as nossas vidas?

        Só existem dois reis neste mundo: O Rei Jesus, e o rei Lúcifer, que é satanás. E o ser humano está debaixo de um destes dois reinados; ou de Jesus Cristo, ou de satanás. A escolha será sempre nossa de quem queremos ser súdito, de quem queremos que reine sobre nós!

        Eu já fiz a minha escolha. Escolhi o Senhor Jesus Cristo como o meu Rei. E você escolheu quem? Sinto muito em lhe dizer, mas se ainda não escolheu o Senhor Jesus Cristo para reinar em você, ainda está debaixo do reinado de satanás, ainda que você pensa que não. Não pense enganadamente que você poderá ser neutro, não fazendo nenhuma escolha. Pelo fato de não escolher Jesus Cristo, já está debaixo do reinado de satanás. O Senhor Jesus Cristo e eu, queremos que você faça a sua escolha agora; escolhe o Senhor Jesus Cristo como o seu Rei

        Quais as diferenças entre o reinado de Jesus Cristo e o reinado de satanás sobre o ser humano? Satanás oferece todos os prazeres que depois de um tempo se torna em desprazer, por causa da escravidão, do preço alto que ele cobra por aquilo que oferece e dá. Depressão, escravidão, vazio interior, infelicidade, peso de consciência, culpa, dúvidas, falta de esperança, incerteza e etc. Os que vivem nos vícios, na boemia, no adultério, prostituição e etc, que perderam famílias, a dignidade, a honra, o respeitos, a saúde e tantos outras coisas que o digam.

        Por outro, lado quando o Senhor Jesus Cristo reina em nós, nós sentimos paz interior, felicidade, segurança, liberdade de espírito, esperança; aquele sentimento que não estamos abandonados, só; pelo contrário, sentimos aquela convicção que alguém muito poderoso está nos ajudando, nos guiando, nos protegendo. É aquela sensação gostosa, de tranquilidade ainda que ao nosso redor esteja tudo em trevas, parecendo, que não tem saída, mas para os que confiam tem saída porque o Senhor Jeová é poderoso, é o Deus dos impossíveis.
        Ele liberta os cativos, os escravos dos pecados dos vícios. Ele faz brotar água da rocha. Ela abre o mar para que o seu povo passe em terra firme. Ele fecha a boca dos leões famintos para que não destrua os seus. Ele cura os enfermos. Ele ressuscita os mortos.
        Ter o Senhor Jesus Cristo como rei, é ter liberdade, é ser livre. Para isso Ele entrou em Jerusalém como Rei, está reinando sobre o universo, e quer reinar em cada vida. Convide o Senhor Jesus Cristo para ser o seu Rei, para reinar em sua vida agora.

       Pr Flávio da Cunha Guimarães

sexta-feira, 11 de abril de 2014

VALORIZANDO O SEU CORPO!

VALORIZANDO O SEU CORPO!


        O nosso texto está em (I Cor. 6:12-13,18-20 que diz:
        “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. [...] Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o Sr, e o Sr para o corpo”.
        “Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus”.
        Estamos vivendo um tremendo contraste entre o ensinamento bíblico e o que se ensina através da mídia, das propagandas e a cultura social de um modo geral.
        Estamos vivendo o tempo de supervalorização do corpo, o culto ao corpo.
        É muita gente ajoelhando-se, isto é, aderindo a idolatria de adorar o corpo.
        O culto à estética do corpo está contribuído para a transformação do indivíduo em objeto. Coisificando os adeptas ao modismo. E é aí que está o “X” da questão, as pessoas que estão aderindo a tal comportamento não percebem que estão sendo usados como objetos, como uma coisa descartável, como um simples consumista.

        Somos “Livres ou escravos da beleza?”
        “Os padrões de beleza criam pessoas ansiosas para que sejam consumistas” denuncia o psicólogo Élisson. (Extraído de: http://destrave.cancaonova.com/livres-ou-escravos-da-beleza/, Em 03/04/2014.

        A minha preocupação está em que muita gente tornou-se escrava, objeto do modismo; pessoas manipuláveis, reprodutoras de estereótipos e não conseguem enxergar isso.

        Para atenderem o padrão estético de beleza imposto pela moda, pela mídia e pelas propagandas de produtos de beleza, tem aqueles que fazem regimes absurdos, sem orientação médica; chegando a anorexia, uma magreza esquelética, desnutrida, anemia, adquirindo doenças e sequelas irreversíveis, o que desagrado ao Senhor Deus.
        Há uma valorização do corpo, porém de maneira vaidosa, exagerada, provocativa, sensual com a intenção de agradarem a sociedade, o meio em que vivem, e pouca preocupação em agradarem ao Senhor Deus; logo estão entristecendo o criador, o doador e sustentador do corpo, que é o Senhor Deus.

        A Palavra de Deus diz que a vaidade aflige o espírito do ser humano. Vemos isso em (Ec. 1:14) “Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito”.
        Todos os vaidosos são inquietos, tem aflição de espírito como diz o texto bíblico acima.
         Tudo o que é feito para provocar a sensualidade, constitui-se em pecado.
         Os modistas quanto ao vestuário, sempre dão um toque de sensualidade; e tem aqueles que fazem questão de se vestirem de maneira sensual, provocativa, as vezes, até escandalosa, sem perceberem que estão de maneira brega.
        É isto mesmo! Quem se expõem de mais ao se vestir, torna-se brega.
        A palavra sensualidade significa “Lubricidade, volúpia, lascívia, luxúria; sensualismo”. Grande prazer sexual”, Dicionário Aurélio, Online.
        São pessoas que não dão o devido respeito pelos seus próprios corpos.
        Se vestem de maneira escandalosa, roupa de menos, tornando-se vulgarem para chamar a atenção para si e aparecerem.
        O Senhor Deus não quer esse tipo de valorização do corpo; a valorização que o Senhor Jeová quer contradiz, choca-se o modismo de nossa sociedade.
        O objetivo da sociedade em geral, é totalmente contrário o que o Senhor Deus planejou e deseja para nós.
        Vamos pensar como estamos nos vestindo se agradamos o Senhor Jeová ou a nós mesmos, vamos fazer uma auto análise, se estamos cuidado do corpo para o Senhor que nos deus ou a nós mesmos.
        Vamos cuidar de nossos corpos para que o nome do Senhor Jesus seja honrado, louvado e glorificado em nossas vidas.
        Pr Flávio da Cunha Guimarães.

segunda-feira, 31 de março de 2014

QUE VERDADE?!

COMISSÃO DA VERDADE! QUE VERDADE?!



        Hoje, 31 de março, completam 50 anos que se deu o início a Ditadura Militar no Brasil.
        Ditadura, esta tão criticada, comentada, pichada, debochada e pintada como sendo um monstro, um demônio para o povo brasileiro.
        Realmente a Ditadura Militar fez, praticou algumas pexotadas, matando e sumindo com algumas vidas que manchou, e feio, a história deste período. Praticou algumas barbaridades, o que não podemos negar, principalmente os que viveram esse tempo.
        Só que tem algumas coisas que nos intrigam! Por exemplo: Os que falam, os que escrevem sobre esse período, só enfatizam o lado negro do militarismo. As torturas, as mortes e as pessoas desaparecidas. Mas o período da Ditadura Militar não foi só isso. Aconteceu muita coisa boa em que são omitidas. Não seria isso uma abordagem um tanto tendenciosa e parcial?
        Não se fala que foi o período de maior crescimento econômico na história deste país! Não se fala que foi o maior crescimento industrial já registrado nesta pátria querida! Não se fala que foi construído as grandes hidroelétricas como Ilha Solteira, Jupiá, Três Irmãos, Buritama, Promissão e etc no Estado de São Paulo. Itaipu no Paraná, as que lembramos. Muito pouco se construiu depois desse período. Se temos energia é porque os militares investiram no setor!
        Não se fala das grandes rodovias que foram asfaltadas que cortam o país de um extremo ao outro.
        Não se fala do saneamento básico das cidades: Redes de esgotos, pluviais, água encanada, asfalto nas Avenidas, Ruas e não se escreve sobre os grandes conjuntos habitacionais pelas cidades e país afora que foram construídos na Ditadura Militar!
        Não se compara os números da violência daquele período com o período pós Ditadura.
        Os mortos e desparecidos durante todo o período da Ditadura Militar, de Março de 1964 a Outubro de 1985, foram entorno de 400 pessoas, com pequenas variações pra mais dos pesquisadores, conforme fontes da Internet. Já que não fazem esta comparação, nos encarregamos de fazê-la. Vejamos:
        Os homicídios no decorrer do ano de 1985, último ano do Regime Militar foram 8.349. Em 1986 foram 8.803. Em 1987 deu-se um salto para 10.717. Em 2010 passou-se para 36.792 homicídios. Nos dias atuais a cada 11 minutos desaparece uma pessoa neste país, que dá 130,9 pessoas por dia.
        Os militares torturavam as pessoas, é verdade! E hoje os bandidos não torturam e com requinte de crueldade igual ou pior! Matam gratuitamente, por um par de tênis, por causa de R$ 30,00 (trinta reais)! Matam de maneira banal, brutal, esquartejam como aconteceu em SP em março de 2014, e porque a "Comissão da Verdade", a "Mídia" em geral, a "OAB"e os "Direitos Humanos" não se empenham para que haja punição exemplar para os que cometem tais crimes horrendos! Os bandidos estão fazendo pior do que os militares fizeram. Matam muito mais! O número de militares mortos por bandidos, não temos as estatísticas, mas com certeza supera os civis mortos pelo militares se comparado os anos que os militares estiveram no poder com os mesmos anos de democracia, com requinte de tortura, execução e cruel tanto quanto o dos militares; é só relembrar o que aconteceu com o repórter Tim Lopes.
        No militarismo, bandido tinha medo de ser bandido porque sabia que a Polícia o pegaria e a justiça faria justiça. Hoje, bandido deita e rola porque não acontece nada com ele. É só pagar fiança e sai para continuar sendo bandido. A pena para crimes hediondos é brincadeira. Tem caso que a pena teria que ser de morte ou no mínimo perpetua, todavia a pena no máximo de 30 anos, em se cumprindo um terço, vai para rua cometer outros crimes.
        É só relembrarmos o que aconteceu com o julgamento do “mensalão”, os milhões desviados não retornaram aos cofres públicos, e quem garante que retornarão? Todos os mensaleiros são culpados conforme o Ministério Público. Penas, se é que podemos chamar de penas, quase todos em regime semiaberto. É brincadeira, é achar que o povo brasileiro é idiota e burro, se abordar o quanto se gastou para julgar os mensaleiros!
        Seria bom que o querido leitor destas linhas visse o vídeo do juiz Osni Assis Pereira, da Vara da Infância e Juventude de São José do Rio Preto/SP, que afirma: “as drogas tiram da pessoa o sentimento de piedade”, confere no link a seguir: http://www.recordriopreto.com.br/noticia/16551/entrevista-com-osni-assis-pereira.html, publicado dia 29/03/2014.
        Foto do Juiz Osni Assis Pereira
        Se os militares eram impiedosos, não são diferentes os usuários de drogas, os bandidos, matam sem nenhum sentimento de culpa e a sociedade, em sua maioria, convive passiva e pacificamente com esse barbarismo.
        Concluindo, pois que, 99% da população ou mais, que viveu dentro do Regime Militar, não teve problemas com o militarismo. Será que os que tiveram problemas com os militares eram tão santos como querem pintar?
        Fomos adolescente, jovem, militar, religioso proibido de pregar o Evangelho dentro do quartel, o que fizemos sem nenhum problema; Pastor dentro do período do Militarismo sem nenhum incidente.
        É preciso ser menos parcial quando se fala do Regime Militar e se dizer mais verdades das que são ditas por ai! Queremos deixar claro que não estamos inocentando os militares, nem os defendendo que estavam certos em cometer os assassinatos, tortura e sumiço de pessoas que estão desaparecidas até hoje; mas defendendo que ao falarmos e escrevermos sobre o período do militarismo, precisamos ser mais imparciais, se queremos dizer a verdade!

        Pr Flávio da Cunha Guimarães.


quinta-feira, 27 de março de 2014

ENGANADORES RELIGIOSOS CONSCIENTES!

        ENGANADORES RELIGIOSOS CONSCIENTES!
        A Palavra do Sr Jeová em, (Is. 9:16) diz: “Porque os guias deste povo são enganadores, e os que por eles são guiados são destruídos”.

        Domingo passado, conversamos sobre a importância do tema: ENGANADORES CONSCIENTES.
        Conversamos que ninguém gosta de ser trapaceado financeiramente. Enganado sentimentalmente. No entanto, não preocupam-se de enganar do ponto de vista religioso.
        Hoje quero conversar com você, sobre o tema: ENGANADORES RELIGIOSOS CONSCIENTES.

        Na sociedade em que vivemos existem os enganadores religiosos conscientes. Existem os enganados religiosos inconscientes. E existem os enganados religiosos conscientes. Os três tipos de pessoas descritas acima existem há milênios.
        O profeta Ezequiel fala dos enganadores religiosos conscientes por volta dos anos 620 a 600 a C.
        Em seu livro, (13:10) ele diz: “Porquanto, sim, porquanto andam enganando o meu povo, dizendo: Paz, não havendo paz [...]”. E existiam os que acreditavam nos enganadores.
        Na hora do aperto, do sufoco, da fome, do sofrimento as pessoas em geral, estão propensas a acreditarem, a confiarem até mesmo nos enganadores, em mentiras, em falsidade.
        Aqueles que são mais simples, que não tem uma mente mais crítica, são desprovidos de conhecimento, de sabedoria acreditam em qualquer coisa que lhes são ditas.
        O povo de Israel foi escravo por 70 anos na Babilônia, porque fora engando religiosa, politicamente e acreditou nas mentiras que lhes foram ditas.

        Os séculos se passaram. Veio o Senhor Jesus Cristo, advertiu quanto a enganação, em (Mat. 24:4), quando diz: “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane”. O que o Apóstolo Paulo reafirmou mais tarde, em (Rom. 16:18) “Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre, estômago; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples”.  Enganadores esses que o texto de (Is. 9:16) termina dizendo: Os “que por eles são guiados são destruídos”. 
        No hebraico a palavra principal, as derivadas e correlacionadas para destruídos é abadom, (Harris, P.1-2), ela é transliterada do hebraico para o português. Abadom, tanto no hebraico, em (Is. 9:16), bem como no grego, em (Ap. 9:11) se refere ao nome do Diabo.
        É duro, é difícil, é chocante afirmar o que de fato farei, mas precisamos dizer que, concluímos que, os enganadores religiosos conscientes, ou inconscientes estavam e ainda estão a serviço do diabo destruído povos, famílias, vidas o que não podem reconstruir depois. Mas o Senhor Jesus Cristo, sim! Ele pode reconstruir o que o diabo destrói em nossas vidas.
         Vamos confirmar isso em sua Palavra, em (I Jo. 3:8) que diz: “Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo”.
        Aleluia, glória ao Senhor que é capaz de ter solução para nós de toda a obra, todos os males, toda a destruição que o inimigo de nossas é capaz de realizar em nossas vidas.
        Todavia, queremos deixar bem claro que o inimigo de nossas almas só tem poder sobre as nossas vidas, quando a nossa vida ainda não pertence ao Senhor Jesus Cristo, quando ainda não entregamos o nosso coração, a nossa vontade para que o Senhor possa nos conduzir.
        Pois em (I Jo. 4:4,6) nos diz: “Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo. [...]. Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro”.
         Portanto, há algumas coisas que precisamos entender para finalizarmos a nossa conversa de hoje:
        1 – Primeira: Não podemos brincar com Deus. Há muita gente brincado com Deus! Prometendo tantas coisas a Ele, mas não cumprindo. Nos diz a Palavra do Senhor Deus em (Ec. 5:4) “Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos; o que votares, paga-o”.
        Se você prometeu um dia ser do Senhor, entregar sua vida a Ele, ser um cristão verdadeiro, ser fiel a Ele, frequentar a sua casa mais assiduamente, santificar a sua vida para o louvor, para a honra, para a glória do Sr; faça isso, porque o não fazer o que Lhe prometeu, poderá estar impedindo que o Senhor lhe abençoe com alguma bênção que você tanto precisa.

        2 – Em Segundo Lugar: Seja fiel nos votos que você fez aos homens diante de Deus. Por exemplo: No casamento. Fazemos votos, que em seguida são quebrados. Isso entristece ao Senhor.
        Promete pagar alguém, alguma dívida e dá o calote. O nosso nome fica sujo, não só para com os homens, mas para com o Senhor também. Essas falhas dão lugar, dão legalidade ao Diabo para agir em nossas vidas.

        3 – Em Terceiro Lugar: Creia meu querido, minha querida, na Palavra de Deus! Nas promessas do Senhor. O Senhor Deus pode, Ele quer restituir, restaurar tudo o que o Diabo tirou de você. Sarar, curar todas as feridas, todas as enfermidades. Restaurar sua vida financeira, sua vida moral, seu emprego, sua comunhão com o Senhor, seu casamento, sua família. Mas Ele quer que você faça a sua parte, que é crer para ver. Creia de todo o seu coração. Faça este propósito para a sua vida agora enquanto ainda há tempo. Não espere tudo ser destruído para depois o Senhor Jesus ajuntar os cacos, o que se tornará muito mais difícil. Não espere a morte chegar, pois com ela o destino final será selado. Se morreu salvo, salvo eternamente. Se morreu perdido, perdido eternamente. Se precisa reconstruir relacionamentos que o faça enquanto em vida. Vamos fazer assim!
         Pr Flávio da Cunha Guimarães

         Bibliografia:
1 - HARRIS, R. Laird; Gleason L. Archer Junior e Bruce K. Waltke. Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento. Tradução de Márcio Loureiro Redondo; Luiz A. T. Sayão e Carlos Osvaldo C. Pinto. 2008, Ed. Vida Nova, São Paulo, 1789 p, p. 235.
2 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.
3 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.
4 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.

5 - Bíblia de Promessas. Tradução João Ferreira de Almeida. RC. 2ª Edição, Co-edição JUERP e King's Cross Publicações, 2009.
6 - Marcelo Ribeiro de Oliveira. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com

terça-feira, 4 de março de 2014

NÃO TARDARÁ A VOLTA DO SENHOR.

        NÃO TARDARÁ A VOLTA DO SENHOR.
        Em (Heb.10:35-39) Lemos: “Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma”.

        Porque não tardará a volta do Senhor Jesus, precisamos estar preparados todos os dias, 24h por dia, como o Senhor Jesus Cristo nos alerta em (Mat. 24:37-39) Ele diz: “E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem”.
        O que o Senhor Jesus Cristo quer deixar claro, para nós, ao se referir ao Dilúvio, é que as pessoas antes do Dilúvio viviam despreocupadas em relação a uma catástrofe que aconteceu e pegou todos despreparados, menos Noé e sua família, o que o Senhor Jesus Cristo não quer que aconteça em sua volta.
        Estamos nós preparados para a volta do Senhor Jesus?

        Mas infelizmente é o que acontecerá com a volta do Senhor Jesus, principalmente se ocorres-se de sexta feira, dia 28/02 a quarta feira, dia 05/03/2014.
        Apanhará, pegará a maioria desprevenido(a), despreparado(a) para o encontro com o Senhor do Universo.
        Precisamos estar preparados para alcançarmos as promessas do Senho Jesus Cristo; que são perdão, salvação, vida eterna com Deus, galardão, a paz de espírito enquanto aqui vivemos, a proteção do Senhor Jesus; enfim, as bênçãos do Senhor para as nossas vidas.
       
        Por isso que o texto lido, de (Heb. 10:35-39), recomenda o perseverar em fazer a vontade do Senhor Jesus.
        O exemplo de paciência, de perseverança, de fé é o de Abraão.
        Porque perseverou na fé, ele alcançou a terra prometida, a Palestina, tão disputada hoje pelos palestinos e judeus.
        Sendo ele idoso, sua esposa idosa, estéril o Senhor Deus prometeu-lhes que seriam pais, o que de fato foram; nascendo-lhes o filho Isaque; de Isaque veio Jacó; de Jacó um prole que se tornou uma nação que são os judeus. Bem como, do filho Ismael originou o povo Árabe. Além de muita riqueza material e prestígio. O que todos nós podemos ter.
        Que eu e você, possamos ter a perseverança que Abraão teve, e alcançarmos as bênção que Ele alcançou.

        Por outro lado, se não tivermos riquezas materiais, prestígio como Abraão teve; teremos a salvação, o paraíso, o céu, o estar a destra de Deus Pai, que é a maior riqueza que alguém possa ter. Lugar de maior honra que o Sr pode oferecer a nós.
        O que o Senhor Jesus Cristo nos prometeu, em (Jo. 14:1-2) “Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também”.
        Na língua em que o Novo Testamento foi escrito, a palavra perseverar ou paciência, tem um sentido forte: “de sangue vermelho”, o que “descreve condecoração militar concedida por atos de heroísmo nas batalhas. Assim, o soldado paciente era aquele que podia suportar tudo quanto o inimigo pudesse desfechar contra ele e devolver ao adversário um número de golpes um pouco maior do que os recebidos”, (Hobbs, P. 144).
        Não estamos defendendo a retribuição, nem a vingança, muito menos a justiça com as próprias mãos; apenas citando o que ocorria nas guerras e que o escritor Bíblico usa como ilustração para explicar o que é perseverar.

        A perseverança tem como característica “o espírito que pode suportar as coisas, não apenas com resignação, mas com ardente esperança; não é o espirito que se senta estaticamente suportando parado as coisas, mas o espírito que as suporta porque sabe que elas o estão levando a um alvo de glória”, (Rienecker, P. 523).
        Que possamos entender, que as provações, os sofrimentos que as pessoas nos impõem e as perseguições, contribuem para nos aproximarmos cada vez mais do Sr Jesus. O Senhor Deus sabe disso e Ele permite, porque Ele tem este alvo para nós, os cristãos.

        Os hebreus cristãos em suas provações, lutas e tribulações, deveriam sofrer, suportarem tudo quanto os perseguidores lhes afligissem, mas tendo em si mesmos reservas para contra atacarem e receber a vitória que vem do Senhor.
        Era necessário suportar as adversidades com ardente, continua esperança, perseverando.
        Ficar paralisado por causa dos problemas não era atitude do cristão, como não o é em nossos dias.
        Pelo contrário, deveriam encarar a situação com o espírito de luta, sabendo, tendo a certeza que alcançariam a promessa, a glorificação junto do Deus Pai, que continuariam sendo glorificados pelo o Senhor Jesus. A glória que não acabará, que não tem fim.
        Se queremos as bênçãos do Senhor Jesus; se queremos estar preparados para a volta do Senhor Jesus Cristo, precisamos perseverar. Vamos fazer este propósito agora!

        Pr Flávio da Cunha Guimarães

Bibliografia
1 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.
2 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.
3 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.
4 - Bíblia de Promessas. Tradução João Ferreira de Almeida. RC. 2ª Edição, Co-edição JUERP e King's Cross Publicações, 2009.
5 - RIENECKER, Fritz e Cleon Rogers. Cheve Linguistica do Novo Testamento Grego. Trad. De Gordon Chown e Júlio Paulo T. Zabatiero. 1985, Ed. Sociedade Religiosa Edições Vida Nova, São Paulo, 639 p.
6 - Marcelo Ribeiro de Oliveira. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com
7 - HOBBS, Herschel H. A Missão Mundial do Cristianismo; estudo da carta aos Hebreus. 2ª edição. Tradução do Rev. Waldemar W. Wey. Rio de Janeiro, JUERP, 1975, 169 p, P. 144.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

RAZÕES PARA PERMANECERMOS FIRMES!

         RAZÕES PARA PERMANECERMOS FIRMES!

        (Heb. 10:35-39) “Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa. Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o meu justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que creem para a conservação da alma”.

        RAZÕES PARA PERMANECERMOS FIRMES!
        O escritor da carta aos hebreus tinha como propósito encorajar os leitores, os seguidores de Cristo, que estavam passando por terríveis perseguições religiosas e políticas; desapropriações de seus bens materiais; sendo mortos por causa da fé no Senhor Jesus Cristo.
        O desafio era permanecerem crendo, firmes na caminhada com o Sr Jesus.
        Por quais razões eles deveriam permanecer firmes?

        1 – A PRIMEIRA RAZÃO: PORQUE TERIAM UMA GRANDE RECOMPENSA, UMA GRANDE RETRIBUIÇÃO; UM GRANDE GALARDÃO, (V. 35).
        Com um detalhe: A recompensa é destinada somente para aqueles que perseveram, mesmo diante das perseguições, dos sofrimentos que os ímpios impõem sobre os fiéis a Cristo.
        Recuar na fé; parar a caminhada com o Senhor Jesus Cristo era lançar fora a recompensa que estava por vir.
        Tem muita gente desistindo de seguir a Cristo par várias situações.

        A PRIMEIRA SITUAÇÃO: É que os prazeres que a sociedade oferece, com tanta facilidade, seduzem os desavisados, os despreparados que acabam desviando dos caminhos do Sr, apesar de pagarem um preço alto por isso.
        Daí não recebem a recompensa do Senhor Jesus Cristo.

        A SEGUNDA SITUAÇÃO: Expectativa equivocada, errada quanto a vida com o Sr Deus.
        Tem aqueles que vão para a igreja pensando que vão prosperar; que vão enriquecer; que serão abençoados sem nenhum esforço, sem nenhum problema; sem nenhuma provação, sem uma mudança de vida. Que não precisarão viver em fidelidade para com o Senhor Jesus Cristo.
        Pensam que pelo fato de estarem na igreja, já é o suficiente para receberem as bênçãos, querem sombra e água fresca.
        Estão enganados, equivocados. Quando vem a primeira provação desistem da Igreja; do Evangelho; do Senhor Jesus Cristo.

        O Senhor Jesus Cristo dá a prosperidade, sim. As bênçãos e o enriquecimento também; mas não para todos.
        Há muitos fiéis, que não enriquecem. E há muitos infiéis que enriquecidos. O que deixou o salmista do salmo 73 na Bíblia dos evangélicos, já na Bíblia católica é o Salmo 72, confuso, até que os seus olhos foram abertos pelo o Sr Deus, para ver o final dos infiéis a Deus, que seria um final trágico, de sofrimento e de tormento.
        Para sermos abençoados, prosperarmos, enriquecermos precisamos ser fiéis.
        Somos nós fiéis verdadeiramente ao Senhor?

        A TERCEIRA SITUAÇÃO: Aqueles que desistem da bênção quando a mesma está próxima.
        Sofrem, esperam, oram quando a bênção está a caminho, desistem, abandonam tudo e descambam moralmente.
        O significado no grego, do (V.35), o Sr está proibindo o desistir. Pelo contrário, o Sr quer que sejamos ousados, confiantes, como o (3:6) diz: “Mas Cristo, como Filho, sobre a sua pró-pria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até ao fim”.
        Para alcançar a grande recompensa; o galardão é preciso perseverar, ter fé, confiar até o fim.
        Só os que tem fé, os que confiam, os que perseveram alcançarão o Céu, a cidade celestial, a pátria de Deus.
        O galardão é a glorificação na salvação.
        É a participação em tudo o que o Senhor Jesus Cristo tem e é. É sermos semelhantes a Cristo o quanto mais possível for.
        É fazermos o máximo do que Jesus Cristo fez. É sermos semelhante o máximo de Cristo e de sua natureza divina, (II Pe. 1:4) “Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo”.
        (Jo. 15:14) “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando”.
        Jesus Cristo está mandando perseverar para alcançar o galardão.
        Você que já segue a Cristo, persevere. Você que ainda não é um seguidor de Cristo, seja para alcançar o galardão. Faça esse propósito para a sua vida agora.

        Pr Flávio da Cunha Guimarães

        Bibliografia:
1 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.
2 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.
3 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.
4 - Bíblia de Promessas. Tradução João Ferreira de Almeida. RC. 2ª Edição, Co-edição JUERP e King's Cross Publicações, 2009.
5 - RIENECKER, Fritz e Cleon Rogers. Cheve Linguistica do Novo Testamento Grego. Trad. De Gordon Chown e Júlio Paulo T. Zabatiero. 1985, Ed. Sociedade Religiosa Edições Vida Nova, São Paulo, 639 p.
6 - Marcelo Ribeiro de Oliveira. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com
7 - CHAMPLIN, Russell Norman. O Novo Testamento Interpretado Versículo por Versículo. Vol. 5. Ed. Milenium, 1ª Edição, 2ª Impressão, 1980, São Paulo, 670 P, P. 613-615.
8 - HOBBS, Herschel H. A Missão do Cristianismo; Estudo da Carta aos Hebreus. 2ª Edição. Tradução do Rev. Waldemar W. Wey. Rio de Janeiro, JUERP, 1975, 169 P. P. 143-145.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

A JUSTIÇA ACHA-SE O "DEUS" DA TERRA!



A JUSTIÇA ACHA-SE O "DEUS" DA TERRA!
Hoje, 21/02/2014, recebemos um telefonema, por volta das 09:00h, pedindo que levássemos uma irmã ao foro de Pereira Barreto/SP, para estar às 10:30h, pois a Audiência estava marcada na intimação para às 11:00h. Pois bem, chegamos ao Fórum às 10:15h. Uma mulher, que desatento não olhamos o nome, mas deduzimos que era oficial de justiça, foi logo perguntado o que éramos da irmã em Cristo. Respondemos que estávamos acompanhando-a, pois ela é de idade e tem algumas limitações. A "oficial de justiça", se é oficial de justiça, escreveu, a caneta, o nosso nome ao lado do nome da irmã que levamos. Olhando rápido a relação dos intimados, a irmã estava entre os seis primeiros, no máximo entre os oito. Isso para uma pauta cheia de uma folha de papel ofício. Chama-se pessoas! Chegam-se pessoas! Saem pessoas! A hora passa...  e 12:15h vem o comunicado que às audiências foram suspensas para retornarem às 13:15h, isso porque a audiência estava marcada para as 11:00h. O que só recomeçou às 13:35h. Questionando o porque de tanta demora, fomos informados, por advogados que também esperavam, que a audiência estava acontecendo conjuntamente com os representantes de Conselho Tutelar, Psicólogos, Assistentes Sociais, etc, e que, todas as audiências haviam sido marcadas para às 11:00h.

Por volta das 14:10h, questionamos a mesma "oficial de justiça" o porque de tanta demora e o porque não intimou a irmã para um horário mais tarde, pois, ali estávamos, desde às 10:15h e sem almoçarmos, visto que não dava tempo de irmos em casa, fazermos almoço e chegarmos no horário! A resposto foi que a agenda dependia do juiz. Continuamos a perguntar o porque de uma agenda tão desorganizada e não estava levando em consideração o tempo que a irmã estava esperando sendo ela idosa! Daí o "oficial de justiça" nos respondeu, já de maneira ásperas, que precisávamos falar com o juiz, o que lhe dissemos que se necessário fosse, marcaríamos uma audiência e falaríamos como cidadão sobre o atendimento tão demorado.

É aí que vamos entender o porque A JUSTIÇA ACHA-SE O "DEUS" DA TERRA!
A irmã que levamos tem 73 anos, tem sérios problemas de saúde, inclusive de joelhos, foi obrigada a subir uma escada do térreo para o primeiro andar, pois não tem rampa, nem elevador. A mesma justiça que obriga a construir rampas, elevadores e rebaixamento em calçadas pela cidade, para os portadores de necessidades especiais, não constrói rampa nem elevador para os mesmos terem acesso a uma audiência! Escada essa que a irmã teria que descer, subir depois e tornar desce-la ao término da audiência. Para não fazer todo esse sacrifício, ficou na sala de espera, desde às 10:15 até 14:45h para apenas responder umas duas perguntas e assinar um termo de concorda.
A justiça que faz cumprir as leis descumpriu a lei, que é o Estatuto do Idoso. Além disso, parece-nos que por retalhação de nosso questionamento, a irmão foi a última a ser atendida, conforme horário acima.
Porque questionamos a "oficial de justiça", (QUE NA VERDADE NÃO É TÃO JUSTA ASSIM), uma agenda que não levou em consideração o cidadão, a idade da pessoa, suas necessidades especiais, o estar até aquela hora sem almoço e outros compromissos que temos! Ela simplesmente nos dedurou, para outro elemento que não sabemos quem é, que saiu à sala de espera para solicitar a nossa saída da sala de espera, porque não podem ser questionados em seus atos, pois acham-se soberanos, deuses na terra.

Os caras se acham deuses, porque estão revestidos de um pseudo poder, como disse o Senhor Jesus a Pilatos em (Jo. 19:11) "Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; [...]", de intimar na hora que quer, atender quando quiser, e solicitar a saída do recinto porque acham-se inquestionáveis, intocáveis, acima de nossos direitos, acima do bem e do mal. Isso porque são os nossos empregados, pois recebem os seus salários dos impostos que pagamos. Paciência tem limite, você não acha? Pode copiar, compartilhar, não tem direitos autorais.

Pr Flávio da Cunha Guimarães.

Imagem extraída de: https://www.google.com.br/search?q=imagem+paci%C3%AAncia+esgotada&rlz=1C2KMZB_enBR563BR563&tbm=isch&imgil=E5_8lZ8mur7LkM%253A%253Bhttps%253A%252F%252Fencrypted-tbn0.gstatic.com%252Fimages%253Fq%253Dtbn%253AANd9GcRbtdZMrsJJcn2trsBN3T6Lxbb6YuoXIgxzLCIlQHgw8BLWbXKAyQ%253B450%253B300%253BNWQGL83TWEWn3M%253Bhttp%25253A%25252F%25252Fwww.blogdarenata.com%25252F2012_05_07_archive.html&source=iu&usg=__NXmEWb7QHRUL25KW0m8F08E9exI%3D&sa=X&ei=6psHU7fmHqPksATi1oHIDQ&ved=0CDgQ9QEwBQ&biw=1366&bih=667#imgdii=_, Em 21/02/2014.





quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

O QUE CONTRIBUI PARA QUE SE TENHA FORÇA PEQUENA?

        O QUE CONTRIBUI PARA QUE SE TENHA FORÇA PEQUENA?
        (Pv. 24:10) diz: “Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que a tua força é pequena”.
        O escritor sagrado não se refere a pequena força física, mas a força moral, o caráter, a autoridade adquirida pelo exemplo de vida.
        O que está cada vez mais raro, em nossos dias, encontrar pessoas com força moral, com caráter, com autoridade por viver uma vida exemplar, honesta e transparente.
        A sociedade está um tanto perdida em meio a uma avalanche de imoralidade, que tem contribuído para que fique sem rumo, sem direção, sem um exemplo qualificado para seguir.

        A sociedade está sendo convencida, que os exemplos a serem seguidos, são exatamente os que vivem à margem das leis, os que vivem contrários as leis, os delinquentes que acabam sendo considerados heróis, dependendo da delinquência ainda ganham muito dinheiro, vivem uma vida de aventura, principalmente para os juniores e adolescentes.
        É aí que está o grande perigo, a formação de gerações futuras que não tem noção, conhecimento do bem e do mal.
        Jesus Cristo que tem essa força moral, caráter, autoridade por viver uma vida exemplar, honesta e transparente, o herói de toda a história da humanidade; já não é mais ensinado nos lares, nas escolas, nas igrejas, na Mídia e muito menos na sociedade.
        Jesus Cristo é o herói que está faltando para ser o exemplo para a nossa sociedade.

        O QUE CONTRIBUI PARA QUE SE TENHA FORÇA PEQUENA CONFORME O TEXTO?       

        1 – EM PRIMEIRO LUGAR: SE TEM FORÇA PEQUENA POR CAUSA DA INVEJA.
        O (V.1) diz: “NÃO tenhas inveja dos homens malignos, nem desejes estar com eles”.
        Porque o Sr Deus está recomendando a não ter inveja [...] nem estar com eles?
        Porque isso há de contribuir para deformar o caráter do ser humano.
        O Apóstolo Paulo quase 1.000 anos após Salomão ter escrito (Pv. 24:1), recomenda em (I Cor. 15:33) “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes”.
        A inveja é prática de ímpio. Vejamos o que acontecerá com o ímpio nos (V.19-20): “Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos ímpios, Porque o homem maligno não terá galardão, e a lâmpada dos ímpios se apagará”.
        O alerta da Palavra de Deus é: banir de nossas vidas a inveja. Vamos fazer isso a partir de hoje!

        O QUE CONTRIBUI PARA QUE SE TENHA FORÇA PEQUENA CONFORME O TEXTO?

        2 – EM SEGUNDO LUGAR: SE TEM FORÇA PEQUENA POR CAUSA DA ANGÚSTIA.
        O (V. 10) é claro: “Se te mostrares fraco no dia da angústia, é que a tua força é pequena”.
        O hebraico descreve a pessoa angustiada como tendo dor de parto.
        Dizem as mulheres que dão a luz que é uma dor tremenda, forte e grande.
        O hebraico dá a ideia que a pessoa angustiada se contorce, tem agonia, uma tristeza profunda, que pode ser mental por causa do remorso também, (Harris, P. 437-438).

        Como sabemos que estamos angustiados?
        Quando estamos agoniados. Com uma tristeza profunda. Em pânico. Com a sensação de estar só em meio as pessoas. Com a sensação de desamparo.
        É aí que entra a ação do Senhor Jesus Cristo em nossas vidas.
        Quando temos uma experiência com o Senhor, Ele arranca de dentro de nós a tristeza, ainda que ela seja grande. Arranca o pânico ainda que seja real. Não deixa-nos sentirmos só, pois Ele mesmo será companhia habitando em nós através do Espírito Santo. Não desampara nenhum de seus filhos.
        O Senhor Jesus Cristo nos promete em (Jo. 14:18) “Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós”.

        Os que aceitam o convite do Senhor Jesus Cristo, o que encontramos em (Mt. 11:28-30) “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”, não se sentem Só ou órfãos.
        Aceite Jesus Cristo como o seu salvador, indo a Ele reconhecendo que é pecador, e como pecador está sem salvação.
        Convide o Senhor Jesus Cristo para ajudar você na sua angústia. Ajudar você em sua agonia. Ajudar você em sua tristeza sem motivo. Ajudar você em seu pânico. Ajudar você que se sente desamparado(a) e órfão.
        Ele diz em (Mt. 28:20) “[...] e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém”.
        Faça esse convite ao Senhor Jesus enquanto ainda há tempo.
       Pr Flávio da Cunha Guimarães

Bibliografia:
1 - HARRIS, R. Laird; Gleason L. Archer Junior e Bruce K. Waltke. Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento. Tradução de Márcio Loureiro Redondo; Luiz A. T. Sayão e Carlos Osvaldo C. Pinto. 2008, Ed. Vida Nova, São Paulo, 1789 p, p. 235.
2 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.
3 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.
4 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.

5 - Bíblia de Promessas. Tradução João Ferreira de Almeida. RC. 2ª Edição, Co-edição JUERP e King's Cross Publicações, 2009.
6 - Marcelo Ribeiro de Oliveira. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com