BEM VINDO


Recados Online

VOLTE SEMPRE

quarta-feira, 27 de abril de 2016

EDIR MACEDO GANHA “OSCAR GAY”


EDIR MACEDO GANHA “OSCAR GAY”




Edir Macedo ganha “Oscar Gay” por ser amigo da causa LGBT
No ano passado o líder da Universal afirmou que sua igreja aceita os homossexuais

Por Leiliane Roberta Lopes

O Grupo Gay da Bahia (GGB) realiza todos os anos uma “premiação” para divulgar personalidades que foram amigas ou inimigas da causa LGBT.
O prêmio é chamado de “Oscar Gay” e na edição desse ano o grupo escolheu o bispo Edir Macedo como um dos amigos homossexuais, isso por conta das declarações do fundador da Igreja Universal do Reino de Deus.
Para quem não se lembra, em 2015 Edir Macedo afirmou que “Jesus incriminou os religiosos hipócritas, não os gays”. Macedo ainda disse que a Igreja Universal aceita e sempre irá aceitar os homossexuais.
“A IURD sempre aceitou e aceita todos os homossexuais como acolhe todo ser humano do jeito que é”, disse Macedo na ocasião.
No Oscar Gay 2015 o GGB apontou mais amigos que inimigos, foram 37 amigos da causa citados, incluindo o procurador-geral da República Rodrigo Janot que deu “ao Congresso Nacional prazo razoável para concluir a votação do projeto de criminalização da homo/transfobia”.
Entre os inimigos apontados pelo Grupo está a atriz Bibi Ferreira por repudiar o beijo lésbico das atrizes Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg na novela Babilônia e os funcionários do Shopping Barra, em Salvador, que não deixaram um travesti usar o banheiro feminino do estabelecimento.


Acessado em: 27/04/2016


Extraído na íntegra.

Nota 1: No mínimo é o tipo de notícia que causa polêmica, discussão acalorada, mas que não pode ser ignorada essas situações. Está em debate.

Nota 2: Em seu caso, receberia o prêmio de Oscar? Se sim, porque? Se não, se explique!

segunda-feira, 25 de abril de 2016

QUE COISA FEIA JOSÉ DE ABREU!

"Após cuspir em cliente de restaurante, José de Abreu desabafa: ‘Fiquei com a cabeça quente’"





"O ator José de Abreu, que na noite da última sexta-feira (22/04/2016) foi flagrado cuspindo num casal num restaurante japonês de São Paulo, deixou as redes sociais neste sábado após sofrer ofensas de internautas.
— Aprendi a administrar as minhas redes sociais. Quando começam a me agredir muito, eu dou uma cancelada e, quando volto, as ofensas somem. Ficam me ameaçando de morte. Às vezes, vou ver quem faz as ameaças e é um moleque de 15 anos — explica.
Um dia depois de discutir com um casal que, segundo ele, o insultava num restaurante, o ator conversou como EXTRA.
— O casal estava sentado ao nosso lado e a minha mulher começou a perceber que o homem começou a xingar a gente. Ele falava que o nosso dinheiro era de roubo, de Lei Rounet, nos xingava de safados. Minha mulher, percebendo que eu ainda não tinha ouvido, tentou evitar que eu escutasse. O cara ao lado começou a me chamar de ladrão e a chamar minha mulher de vagabunda. Foi natural: fiquei com a cabeça quente. Quem não ficaria? — disse.
José, que terminou seu mais recente trabalho na TV Globo em março, contou que se surpreendeu quando ouviu as ofensas do cliente do restaurante:
— Ele dizia que era fácil roubar dinheiro do povo e ir gastar em restaurante japonês. O meu dinheiro não vem de Lei Rouanet. O meu dinheiro vem da TV Globo, do meu trabalho como ator. Ontem mesmo, num hotel, eu tirei mais de cem fotografias. As pessoas não costumam me tratar assim. Eu não sou ladrão. Eu sou honesto. Não preciso que ninguém venha me dar lição de moral". [...].

Observação: Não postamos o vídeo porque entendemos que o palavreado foi chulo demais.

Autora: Thayná Rodrigues

Disponível em: http://extra.globo.com/noticias/brasil/apos-cuspir-em-cliente-de-restaurante-jose-de-abreu-desabafa-fiquei-com-cabeca-quente-19151883.html

Acessado em: 25/04/2016

Extraído na íntegra.


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/brasil/apos-cuspir-em-cliente-de-restaurante-jose-de-abreu-desabafa-fiquei-com-cabeca-quente-19151883.html#ixzz46sUSKEWS

quinta-feira, 21 de abril de 2016

O CHORO DE DEUS

O CHORO DE DEUS

Pastor Flávio da Cunha Guimarães


        O ser humano chorar é normal, mas Deus chorar é um tanto estranho, não havia dado conta destes textos e não ouvi, nem li nada a esse respeito.

        A Bíblia diz que “Jesus chorou”, em (Jo. 11:35). “E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela”, (Luc. 19:41). A cidade era Jerusalém, relatos esses que já estamos acostumados com a ideia. Entretanto, a Bíblia relata em pelos menos três textos, na Antigo Testamento que Deus chorou, (Is. 22:4. Jer. 9:1 e Jer. 13:17).

        Em (Jer, 13:17) diz: “E, se isto não ouvirdes, a minha alma chorará em lugares ocultos, por causa da vossa soberba; e amargamente chorarão os meus olhos, e se desfarão em lágrimas, porquanto o rebanho do Senhor foi levado cativo”. Entendemos que os profetas não estão falando deles, mas de Deus. Se você tem opinião diferente expõe para que cheguemos a um acordo.

        Se não ouvirdes o que? Se não ouvirdes os conselhos, os alertas, as advertências e ameaças que o Senhor faz, através do profeta Jeremias, desde o capítulo um até o treze de que uma guerra e um cativeiro estão iminentes a acontecer. Com muito sofrimento para o povo de Deus e o Deus do povo, pois Ele não queria e não quer o sofrimento para o seu povo, visto que o ama e muito! O que o povo não queria ouvir e nem entender. Daí que Deus disse que choraria, não só pela guerra, pelo cativeiro, pelo sofrimento de seu povo, mas também porque o Senhor que fizera muitas maravilhas e milagres em meio ao povo, estava preterido, trocado pelos deuses das nações vizinhas.

        Há dois tipos de choro:
        1 – O chorar por uma grande alegria, por uma felicidade intensa, ou por uma vitória grandiosa; e,
        2 – O chorar de tristeza. Tristeza pela perca de um ente querido. Tristeza causada por ofensas, maus tratos, amor não correspondido, decisões erradas que tomamos na vida que causam um dano tremendo, e, as vazes, irreversíveis.

        Diante dos textos citados acima, vemos que não só os homens choram de tristeza, mas Deus também.

        VEMOS EM PRIMEIRO LUGAR: QUE O CHORO DE DEUS É POR CAUSA DA MALIGNIDADE DE SEU POVO, (JER. 13:10).
        Malignidade esta que faz o povo recusar a Palavra de Deus através do profeta Jeremias. É demonstrada através de o andar errado do povo para com os ensinamentos do Senhor Jeová. Por ser rebelde. O texto de (Jer. 3:22) é claro: “Voltai, ó filhos rebeldes, eu curarei as vossas rebeliões”, [...].
        O pecado de rebeldia é como pecado de feitiçaria, (I Sam. 15:23). Porque o pecado de rebeldia será sempre contra alguém. Alguém superior, que aqui é Deus. A rebelião é como obstinação. A obstinação é persistência, perseverança, teimosia, birra no erro, aqui é contrariar Deus em seus ensinamentos. A rebelião é a tentativa de revogar um tratado oficial. Tratado esse que o Senhor fez com seu povo através de Abraão, Isaque, Jacó, ratificado no Monte Sinai através de Moisés e aceito pelo povo espontaneamente.
        Quanto a nós, o nosso viver para com Deus, Ele está alegre ou chorando diante de nossa vida para com Ele? Somos obedientes ou rebeldes para com Deus?


        VEMOS EM SEGUNDO LUGAR: QUE O CHORO DE DEUS É POR CAUSA DA CEGUEIRA ESPIRITUAL DE SEU POVO.
        No contexto dos capítulos um a treze, vemos claramente que o povo está cego, seduzido pela idolatria. E a pior cegueira não é a física, a que não enxergamos com os olhos, mas a cegueira mental, a falta de entendimento e de discernimento. É não querer entender o que é obvio por causa da dureza de coração e por causa do orgulho. Ser orgulhoso é ser imbecil, que era o caso do povo de Israel.
        Será que estamos vendo como Deus quer que vejamos? Já superamos o orgulho que faz parte de uma vida de natureza pecaminosa?

        EM TERCEIRO LUGAR: O CHORO DE DEUS É POR CAUSA DO MAL QUE ESTÁ POR VIR SOBRE O SEU POVO, (V. 14; 4:6 e 6:1).
        Mal este desde a guerra impiedosa dos Babilônicos, fome, morte até a ida para a escravidão os que ficaram vivos. Mal este que o povo não via, mas Deus em sua presciência via, avisava o povo, mas o povo não quis entender, aceitar e nem ver.

        Quantos males poderíamos estar livres, nesta vida e na vindoura, após a morte, se ouvíssemos os conselhos de Deus? Será que nós, o povo brasileiro estamos vendo o mal que está por vir? Estamos nós preparados para o que está ainda por acontecer diante do quadro que está a se desenhar na política, na justiça e na economia? Que o Senhor tenha misericórdia de nós!

        VEMOS EM QUARTO LUGAR: QUE O CHORO DE DEUS ERA PORQUE FALTAVA JUSTIÇA E VERDADE PARA O POVO, (Jer.5:1).
        Aonde falta a verdade sobra injustiça, violência e imoralidade. Infelizmente o povo brasileiro vive a mentira religiosa e espiritual. O povo é enganado por todos os lados. Idolatria por um lado e prosperidade e só bênçãos por outro. A injustiça, a corrupção e a violência são consequências da ausência da verdade. Analisemos a situação de nosso país!   Estamos nós ouvindo a verdade? Estamos nós dizendo a verdade? Estamos nós agindo com justiça?


        VEMOS EM QUINTO LUGAR: QUE O CHORO DE DEUS ERA PORQUE O POVO JURAVA COM FALSIDADE, (Jer. 5:2).
        Quanto juramento falso em formaturas! Em casamentos no altar, na presença de Deus! Em posse dos políticos! Professando a fé para o batismo! De sermos fiéis nos dízimos! Quanto ao juramento falso vejamos o que o Senhor Jeová diz em (Lev. 19:12) “Nem jurareis falso pelo meu nome, pois profanarás o nome do teu Deus. Eu sou o SENHOR”. E (Zac. 8:17) “E nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu próximo, nem ameis o juramento falso; porque todas estas são coisas que eu odeio, diz o SENHOR”.

        Quem anda com a sua vida correta para com Deus não precisa fazer juramento para confirmar a sua verdade. A verdade fica evidente e confirmada diante do que falamos, principalmente no decorrer do tempo.

        EM SEXTO LUGAR: O CHORO DE DEUS ERA POR CAUSA DO PECADO DE ADULTÉRIO DE SEU POVO, (Jer. 5:7-8).
        Adultério espiritual, (Jer. 5:7). Adultério sexual, (Jer. 5:8). Uma imoralidade generalizada, intensa. O texto acima fala de “rinchado”, isto é, do apetite sexual intenso por causa também das sacerdotisas nos cultos pagãos nos templos dos deuses.

        Diferente de nossos dias? De jeito nenhum! O que predomina as propagandas, os filmes, as novelas que entram em nossos lares através da televisão? Cabe a nós termos uma consciência crítica para censurar o que não presta para a edificação de nossas vidas espirituais.


        EM SÉTIMO LUGAR: O CHORO DE DEUS ERA POR CAUSA DA DESTRUIÇÃO DE SEU POVO, (Jer. 10:18; 13:14). O povo não via e até acreditava nos falsos profetas que diziam que a paz reinaria, contrariando a mensagem do verdadeiro profeta que era Jeremias, mas Deus era capaz de ver o futuro e antevê a destruição, daí o choro de tristeza porque não era o que Ele queria para o seu povo amado. Destruição que o Senhor não queria, mas era necessária, para ensinar ao povo, ainda que fosse pela dor, pelo sofrimento que estava distante de Deus para que se aproximasse, voltasse para o Senhor. Que nada venha destruir a nossa vida, principalmente a vida com o Senhor.

        EM OITAVO LUGAR: O CHORO DE DEUS SE DEU PORQUE O SEU POVO O REJEITOU, (7:23-26).
        Essa rejeição não está implícita, mas explicita. Não dar ouvido a voz de Deus, rejeitar a Deus como o Deus de Israel é rejeitar o Próprio Deus. O povo O trocou por Baal. Trocou o culto santo pelo o profano onde a licenciosidade com as sacerdotisas que prostituíam no templo de Baal.

        Será que o Senhor Jesus Cristo tem sido o Bastante, o Único para nós? Ou estamos trazendo mais algum elemento pensando que passa ajuda-lo? É um culto santo ou profano? Quando que o culto se torna profano em nossos dias? Quando aprendemos e vamos a igreja com o pensamento para receber de Deus as bênçãos e não para oferecer, ofertar de nós ao Senhor!

        VEMOS EM NONO LUGAR: QUE DEUS CHOROU POR CAUSA DA VERGONHA QUE SEU POVO PASSARIA E DEUS TAMBÉM, COMO DE FATO PASSOU, (Jer. 13:22,26).
        Pelo fato de o povo perder a guerra e ser levado como escravo para outra nação, isso para as demais nações significava que o Deus de Israel era um Deus sem poder, um Deus fraco, um Deus derrotado pelos deuses da Babilônia. Pois a ideia que se tinha era que os deuses que guerreavam pela sua nação e que venciam as guerras. Logo, Israel perdendo a guerra e sendo levado como escravo, significava que os deuses da Babilônia eram mais poderosos do que o Deus de Israel. Isso era vergonhoso não só para o povo de Israel, mas também para o seu Deus.

        VEMOS EM DÉCIMO LUGAR: QUE DEUS CHOROU POR CAUSA DA SOBERBA, OU SEJA, POR CAUSA DO ORGULHO DE SEU POVO, (Jer. 13:15).
        O orgulho cega as pessoas ou um povo. O orgulho faz com que a pessoa se considere superior ou melhor do que os outros. Ele distancia as pessoas, porque não mede as consequências em ofender. Vê o outro, não como parceiro, mas como oponente ou inimigo. O orgulho mata o amor, que deve ser o verdadeiro sentimento a predominar na vida do ser humano. O Diabo veio a existir por causa do orgulho, como citado por David McClister:

“O Velho Testamento indica que Satanás foi criado por Deus como um anjo governante chamado Lúcifer, com grandes poderes. Mas o orgulho levou Lúcifer a se rebelar contra Deus (conforme Isaías 14:12-14; Ezequiel 28:12-15). (Acrescentamos o texto de Luc. 10:18 que diz: “E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu”). Torcido agora pelo pecado, Lúcifer é transformado em Satanás, que quer dizer `inimigo´ ou `adversário´ ...Satanás é um poderoso anjo decaído, intensamente hostil a Deus e antagonista do povo de Deus”,

disponível em: http://www.estudosdabiblia.net/1999439.htm, acessado em: 21/04/2016. Portanto, o orgulho não é um sentimento que vem de Deus, mas de Satanás. Logo, não pode existir na vida do verdadeiro cristão.

        Daí concluímos que...
        Em não havendo arrependimento dos pecados cometidos e mudança de atitudes, pois esse era o apelo de Deus desde o início, o castigo, a disciplina, o juízo e o sofrimento na escravidão seriam inevitáveis, como ainda é inevitável para os que querem viver como se Deus não existisse. Tais atitudes faziam e fazem Deus chorar de tristeza.


        A cura para esses males era e é a desistência, o abandono da prática dos pecados. O ouvir e o atender a orientação do Senhor em sua Palavra. O atentar, ou seja, prestar a atenção no que Deus quer de nossas vidas. O dar glória ao Deus Todo Poderoso, (Jer. 13:16). Humilhar-se, a começar pelo rei e rainha até os mais simples, (Jer. 13:18).

        O ouvir, dar atenção conforme o hebraico, (אַזַן – ´ÃZAN) e outras palavras relacionadas, é atender com obediência que envolve resposta daquele que ouve, prestando a atenção e compreendendo. É estar atento ao que o Senhor orienta através do profeta o que tem a dizer da parte de Deus e de sua Palavra, para pensar, meditar e dar a devida atenção. E (שָםַצ – SHÃMA´) é escutar prestando atenção e obedecer de verdade os mandamentos do Senhor com entendimento. Que pressupõe ouvir notícias boas ou ruins. (As citações acima encontram-se em (HARRIS, 2008, P. 44-46 e 1585). É aqui que traz implicações sérias para a pregação de nossos dias. Tanto os pastores pregam aquilo que o povo quer ouvir, como o povo vai à igreja, com raras exceções, com a intenção de ouvir o que quer ouvir. Se não ouve o que quer ouvir a mensagem não foi boa, o pastor não estava inspirado e ainda sai reclamando.

        O não ensoberbecer, (v.15 - זֵיד – ZED), o ensoberbecer que o sentido literal é: “ferver”; “fervilhar”, “o agir orgulhosamente, com presunção”, rebelar-se” o ser arrogante, o que faz parte da personalidade. É o rebelar-se contra quem está acima e que tem autoridade sobre outrem, (HARRIS, 2008, P.386).

        O dar “glória”, (V.16 - אֶדֶר – ´EDER e suas derivações), que é magnificar ao que é superior, majestoso, honrado, esplendoroso glorioso, (HARRIS, 2008, P. 18). O que livraria o povo do cativeiro, das trevas espirituais (figurativa), da calamidade, de tropeçar, de cambalear por fraqueza que pode ser física ou espiritual, e de dias tenebrosos, Horríveis, terríveis e medonhos.

        O povo evitando os pecados citados acima e obedecendo as recomendações do Senhor, só assim evitaria o choro de Deus, pois Deus só chora por tristeza em ver o seu povo em aflição, o que o povo poderia evitar, mas não evitou.

        O convite a nós é que não façamos o Senhor chorar com nossa vida pecaminosa e teimosa em pecar, achando que Deus é amor e por ser amor, não punirá a ninguém. Engam-se aqueles que assim pensam. Deus quer que vivamos uma vida de maior pureza possível para Ele, ainda que não conseguimos viver totalmente puro, que pelo menos nos esforcemos para tal pedindo a ajuda DELE, Amém!

Bibliografia

1 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.

2 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.

3 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.

4 - Dicionário Aurélio online.

5 - HARRIS, R. Laird; Gleason L. Archer Junior e Bruce K. Waltke. Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento. Tradução de Márcio Loureiro Redondo; Luiz A. T. Sayão e Carlos Osvaldo C. Pinto. 2008, Ed. Vida Nova, São Paulo, 1789 p, p. 235.


6 - OLIVEIRA, Marcelo Ribeiro de. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere. 2014. Disponível em: < http://www.baixaki.com.br/download/a-biblia-sagrada-versao-digital.htm>. Acesso em: 15 dez. 2014.

sábado, 16 de abril de 2016

FAXINANDO A ALMA

FAXINANDO A ALMA

Pr Flávio da Cunha Guimarães

I PE. 1:22; HEB. 9:14 e 10:22



        Ambiente sujo, além de poluir, de tirar a beleza do lugar, nós não gostamos de sujeira, ou pelo menos não deveríamos gostar, porque não faz bem à saúde, transmitindo doenças, é imundo e incomoda o nosso censo de higiene. Quem vive em ambiente sujo, que pode ser desde o local de trabalho até a residência em que moramos, é considerado(a) atrasado(a), que ainda vive no estado primitivo, sem cultura, sem higiene, é considerado(a) porco(a) na cultura popular. Por isso temos vergonha de receber alguém em nossa casa ou no local de trabalho quando falta a limpeza do ambiente.

        A Necessidade de Limpeza Urgente
        Quando passa muito tempo sem limpar a sujeira, cria-se uma crosta, a sujeira gruda e para tirar é muito mais difícil, além de encardir os objetos, piso e móveis! Daí que determinado dia da semana separa-se para uma faxina, uma limpeza geral na casa, no escritório e etc. Para uma limpeza completa, precisamos arredar os móveis, limparmos encima e debaixo dos mesmos. Um ambiente limpo, traz alegria, sensação de paz, de leveza, além de não sentirmos acanhados ou envergonhados em receber alguém em nossa casa ou ambiente de trabalho. Como é difícil e constrangedor receber alguém em casa quando a mesma está suja! Ficamos inibidos, arranjando desculpas, explicações ou justificativas. Por isso que, as nossas casas devem estar sempre limpas e adornadas, porque não sabemos que dia e que hora vamos receber visitas. Assim deve ser para com nossas vidas para com o Senhor Jesus. Elas devem estar sempre limpas dos pecados e adornadas para o Senhor, visto que não sabemos a que hora e dia virá, ou partiremos desta vida. Daí que há a necessidade de estarmos sempre preparados.

        Um outro exemplo


        Além de encardir os objetos, cria-se uma crosta, um grude que é o caso da frigideira ou panela que usamos para as frituras. O óleo queimado cria-se uma casca dura e ressecada que se torna muito mais difícil para se tirar. Se não passar o produto próprio para a limpeza, se não raspar, se não passar uma palha de aço não sai ou não limpa.

        Assim é com a nossa alma, com o nosso espirito.
        O que é alma?
        Não queremos entrar em discussão quanto a dicotomia ou tricotomia, ainda que a nossa posição seja tricotomista, (I Tes. 5:23). De maneira simples daremos uma coordenada quanto a alma. Alma é a vida. O sangue por exemplo é chamado em alguns textos bíblicos de vida. É a mente, a psique. O sopro de Deus a Adão que deu vida. É a parte imortal do homem, (Is. 10:18; Ap. 6:9; 20:4). Que pode existir dentro de um corpo ou fora dele, (Ap. 6:9), (BOYER, 1978, P. 41). Um texto que fala que a alma ou espírito não morre é o de (Luc. 16:16-31), o rico e Lázaro.

        Na alma pode acumular sujeira moral, pecados, criar grude, crosta que dificultará a limpeza.

        E o que suja a alma?
        Os maus pensamentos. A pornografia. O adultério. A prostituição. Desejos de vingança. Desejos carnais. Inveja. Ciúme. Maldade. E o que mais?
        O Apóstolo Paulo fez algumas listas como vemos em (I Cor. 5:11; 6:9-10; Gal. 5:19-21; Ef. 5:5 e I Tim. 1:9-10), que sujam a alma, principalmente daqueles que já conhecem a Palavra do Senhor, que lava, que purifica a alma, mas que abandonaram a mesma e por isso Ela já não tem efeito na vida de muitos que se dizem crentes.

        Quando a alma está suja com os pecados enumerados acima pelo Apóstolo Paulo, somos infelizes, temos sentimento de culpa, tristeza. Os pecados impedem Deus de responder nossas orações e a comunhão com o Senhor. O pior, impede de irmos para o Céu e de entrarmos no Reino do Senhor para desfrutarmos de todos os benefícios que Ele tem para nós para os não salvos. E os que são membros de igreja, se não reconhecem, não confessam e pedem perdão pelos pecados cometidos após serem membros de uma igreja, é a demonstração que ainda não foram transformados pelo poder da Palavra, ainda não foram salvos.

        Portanto, precisamos fazer uma faxina diária em nossas almas para retirarmos toda a sujeira, todos os pecados pelo poder da Palavra de Deus e pela ação do Espírito Santo, deixarmos que Eles vasculhem todas as áreas de nossas vidas, para uma limpeza geral de nossas almas. Faxina essa que precisa começar pela nossa consciência. Vasculhar o que pensamos. O que fazemos. Buscarmos a Deus para que sua graça redentora chegue até nós.

        Não há detergente Veja Multiuso, Ipê, Limpol que limpa a nossa alma da sujeira do pecado. O único produto eficaz para limpar, para purificar a nossa alma é o sangue do Senhor Jesus Cristo, (I Cor. 6:10-11; Ef. 1:7; Heb. 9:14 e I Jo. 1:7). Consulte os textos citados, por favor. Para isso não pode haver preguiça nem mau vontade.



        Alma suja não é problema, há solução. O problema está em não querer limpar a alma. O achar que a alma não está suja.


        Nós estamos sendo desafiados a fazermos uma faxina em nossas vidas com Deus e em Deus. Se há algum pecado, é preciso reconhecer que pecou, arrepender-se, confessa-lo ao Senhor e pedir perdão, para que o sangue de Cristo nos purifique de todos os pecados, (I Jo. 1:7). Este é o propósito de Deus para nós. Uma vida de busca de pureza como os textos citados no início nos diz: (I Pe. 1:22) “Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro”; (Heb. 9:14) “Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?”; (Heb. 10:22) “Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa” e (I Jo. 1:7) “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado”.

Bibliografia

1 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.
                  
2 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.

3 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.

4 - OLIVEIRA, Marcelo Ribeiro de. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere. 2014. Disponível em: < http://www.baixaki.com.br/download/a-biblia-sagrada-versao-digital.htm>. Acesso em: 15 dez. 2014.

terça-feira, 12 de abril de 2016

"SOFRIMENTO E PERSEGUIÇÃO"

"Sofrimento e Perseguição"



"Aqueles dentre vocês que acompanham regulamente as notícias sobre as perseguições podem achar, depois de um certo tempo, que tais notícias acabam sendo difíceis de ler. Em resposta às solicitações dos leitores sobre como lidar com tantas informações horríveis, quero compartilhar a maneira como trato com elas.
O horror de algumas histórias, juntamente com o sentimento de desesperança que elas deixam em sua esteira, pode ser desgastante. Ouvi falar que muitos leitores reclamam que não querem mais ler; as histórias são muito deprimentes. Imagine, então, como é para um jornalista escrevê-las e editá-las durante anos.
O incessante fluxo de más notícias me levou à única coisa que pode bloquear o efeito do contínuo impacto emocional: entregar tudo a Deus. Às vezes, quando minha filha de 19 meses de idade dorme em meus braços, eu oro pelos pais na Nigéria, cujos filhos foram mortos em suas caminhas pelos extremistas muçulmanos. Quando meu filho de 4 anos de idade chora depois de levar um tombo, eu me lembro de orar mais tarde pelas crianças na Somália, que choram por suas mães e pais que perderam a vida nas mãos de islâmicos assassinos.
Um vento um pouco frio pode me levar a orar pelos cristãos nos campos de trabalho da Coréia do Norte, que padecem com as temperaturas geladas dia e noite, sem alimentos, vestes ou medicamentos adequados.
Quando os cristãos sofrem por causa de sua fé, como observou o apóstolo Paulo em 2 Coríntios 4.17, eles são preparados para um eterno peso de glória. Jesus falou a Pedro que sobre a pedra da confissão do apóstolo Ele edificaria a Sua Igreja (veja Mateus 16.18).
E sobre aquele fundamento podemos colocar as afirmações mais comoventes dos autores bíblicos, de que Deus é o Pai das misericórdias e o Deus de toda consolação (2Co 1.3). Assim, podemos orar pedindo que o Senhor console com Sua presença aqueles que pranteiam. Em 2 Coríntios 4.14, Paulo também disse: “Aquele que ressuscitou o Senhor Jesus também nos ressuscitará com Jesus”.
Os crentes que sobreviverem às perseguições, finalmente serão trazidos à presença do Senhor, juntamente com seus amados que morreram em Cristo. Podemos orar para que os que pranteiam sintam a certeza de estarem sendo restituídos àqueles que eles perderam.
Oro para que Deus esteja perto dos órfãos na Somália, na Nigéria, no Egito, no Paquistão, no Quênia, na Índia, no Iraque, na Colômbia e em outras nações, com a consolação de Sua presença, e oro para que aquelas crianças conheçam a esperança de abraçar seus pais novamente na eternidade. Assim, também oro pelos pais e outros familiares que sofreram a perda brutal de seus filhos, netos, irmãos e irmãs, sobrinhos e sobrinhas. Senhor, esteja perto deles de uma maneira tangível, que a Tua presença possa remover o veneno da desesperança e do pesar, e que os corações deles sejam permeados pela fé de que, em breve, estarão novamente junto daqueles por quem tanto sofrem.
Não é necessário evitar orar com lágrimas.
Não tenho certeza de que as recompensas celestiais pelo martírio sejam alguma consolação para aqueles que ficaram para trás, mas elas expressam a vitória que temos em Cristo. Para cada uma das sete igrejas a que o Senhor se dirige no livro do Apocalipse, Ele inclui recompensas para os que venceram em fiel obediência, inclusive a fidelidade na perseguição. E essas recompensas podem dar alguma indicação sobre o que Deus está preparando para os que perseverarem. Contudo, mais extraordinário do que as recompensas é Aquele que as está dando: “um semelhante a filho de homem, (...) com olhos, como chama de fogo; (...) e a voz, como voz de muitas águas” (Ap 1.13-15).
É para Ele que os jovens e os velhos, em Cristo, sofrem hoje. Se Ele não fosse também Deus, que lhes deu o penhor do Espírito Santo como garantia, eles teriam pouco ímpeto para permanecerem fiéis. É a Ele, que também sofreu a crueldade por amor deles e de nós, que devemos interceder. (pelo editor de Morning Star News — Chamada.com.br)".
Extraído na íntegra de Chamada da Meia Noite.
Disponível em: http://www.chamada.com.br/mensagens/sofrimento_perseguicao.html
Acessado em: 12/04/2016

"PÉROLAS DIÁRIAS"

"Pérolas Diárias"


"'Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no tempo da colheita, direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio, atai-o em feixes para ser queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu celeiro." (Mateus 13.30)
Aqui não é feita uma exortação para afastar o inimigo, pois ele não está em nós, mas fora do nosso coração. Assim, somos aparentemente passivos não tomando nenhuma providência, como ordenou o Senhor. Mas justamente essa passividade em Cristo é máxima atividade espiritual. Pegadas do inimigo? Sim, elas aparecem de vez em quando, mas se você estiver seguro em Jesus, o inimigo não pode fazer nada a você. Apague essas marcas pelo poder do sangue de Jesus! Comece novamente uma vida fiel de fé. Procure uma profunda relação com a Bíblia. Preocupe-se em deixar em sua passagem pegadas de luz, marcas que são bênçãos na vida de outros. Trabalhe por amor a Jesus. Propague a semente da Palavra de Deus. Dê testemunhos convincentes! Essas marcas cheias de luz não podem ser apagadas; elas permanecem. Elas vão até à eternidade, de modo que, um dia, em letras douradas se poderá ler a seu respeito que:"...as suas obras o acompanham." Ande como o Senhor Jesus andou, ande com Ele, você deixará em seu caminho rastros que permanecerão por toda a eternidade".
Extraído na íntegra.
Disponível em http://www.chamada.com.br/perolas/?mes=Abril&dia=11
Acessado em 12/04/2016

sexta-feira, 8 de abril de 2016

IGREJA BATISTA ACEITA COMO MEMBRO PESSOAS HOMO AFETIVAS

IGREJA BATISTA ACEITA COMO MEMBRO PESSOAS HOMO AFETIVAS

"Declaração da Diretoria da Convenção Batista Brasileira sobre a aceitação de pessoas homo afetivas no rol de membros da Igreja Batista do Pinheiro, Maceió, AL.

A Diretoria da Convenção Batista Brasileira (CBB) tomou conhecimento de que a Igreja Batista do Pinheiro em Maceió, AL, pertencente ao seu quadro de igrejas filiadas, em assembleia extraordinária do dia 28 de fevereiro deste ano deliberou pela aceitação em seu rol de membros de pessoas homo afetivas por batismo, carta de transferência, reconciliação ou aclamação. Diante disso, vem a público para esclarecer alguns fatos. Clique aqui e veja a declaração na íntegra".

Texto extraído na íntegra.
Disponível em: http://www.batistas.com/
Acessado em: 08/04/2016