Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA
Mostrando postagens com marcador Arrependimento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Arrependimento. Mostrar todas as postagens

outubro 24, 2015

VOLTANDO AO PAI

VOLTANDO AO PAI

        Em (Luc. 15:11-24) descreve a vida de um filho que tinha tudo para ser bem-sucedido, viver em família e feliz, mas escolheu viver uma vida desastrada, de derrotas e dor distante do lar paternais.


        Jesus Cristo conta a parábola assim: “Um certo homem tinha dois filhos; E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda. E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente. E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades. E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos. E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada. E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome! Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti; Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros. E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho. Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés; E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos; Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se”. OLIVEIRA, Marcelo Ribeiro de. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere. 2014. Disponível em: < http://www.baixaki.com.br/download/a-biblia-sagrada-versao-digital.htm>. Acesso em: 22 outubro 2015.

        A pergunta que precisa ser feita é a seguinte: Por que um jovem rico, com sua família, vivendo bem, decidiu ir embora de sua casa? Imaginemos algumas situações o porquê o jovem decidiu ir embora.

        EM PRIMEIRO LUGAR: O jovem foi embora de casa pela influência de pessoas, de amigos errados.
        A Bíblia em (I Cor. 15:33) diz que: “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes”.
        E como corrompe! Com certeza o jovem da parábola deixou-se ser influenciado pelas más conversações, pelas más companhias, para tomar a atitude radical que tomou.
        Quantos jovens hoje estão vivendo uma vida amarga por causa de amizades, por causa de influência má e de amigos!

        E aqueles casos, em que estamos bem, aí aparecem aqueles que estão mal, aqueles com uma raiz de amargura e, essas pessoas, a bíblia diz que elas contaminam os que estão por pertos. E como contaminam! Mas o segredo é não se deixar contaminar por essas pessoas!
        Quantos influenciados por pessoas que fracassaram na vida, sejam na vida profissional, amorosa ou espiritual.
        Pessoas que estavam mal, que eram frustradas levando outras pessoas que estavam bem a deixarem o centro da vontade de Deus para trilharem por caminhos tortuosos e perigosos! São dezenas de casos que conhecemos.

        O (Sal. 1:1) diz: “Bem-Aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.

        O segredo é não andar debaixo do conselho de quem está mal, de quem perdeu ou fracassou na vida, de quem está fora da vontade de Deus.
        A parábola do filho pródigo fala que este jovem perdeu o que tinha, conheceu pessoas erradas, foi a lugares que nunca deveria ter ido, se envolveu em negócios que nunca deveria ter se envolvido, acabou em uma situação que Deus não desejou para a vida dele.

        EM SEGUNDO LUGAR: Assim como aquele filho decidiu deixar a casa do pai, também decidiu voltar, reconhecer que a casa do pai era o melhor lugar de onde nunca deveria ter saído.
        Que bom que ele reconheceu, porque tem muitos que não reconhecem por causa do orgulho; por causa da rebeldia sem causa; por causa das frustrações, das revoltas por não ter um pai ou uma mãe biológica, mas que tem um pai ou uma mãe de criação, que deu o de melhor que podia dar, com muito amor no coração; todavia não é reconhecido pelos pirralhos revoltados na vida! Aí se arrebentam todos em companhias de pessoas erradas.
        Essa parábola fala da situação de muitas pessoas que se afastaram do propósito de Deus para suas vidas e que pelo mesmo caminho que foram devem voltar.
        Se este é o seu caso, volte para a sua casa, para a sua família; para Deus antes que a vida complique mais do que já está; antes que seja tarde demais.

        EM TERCEIRO LUGAR: Para o filho pródigo, o pai tinha mais valor morto do que vivo.
        Não era e não é normal o pai entregar a herança para o filho em vida. Isso acontece em casos raros. Querer a herança com os pais em vida era, e é, o mesmo que desejar a morte deles.
        Imaginemos a tristeza daquele pai. Quantos pais tristes com filhos hoje que esbanjam, desperdiçam, jogam fora tudo o que os pais constroem.
        Quantos filhos que querem viver às custas dos pais. Quantos filhos tristes também por causa da irresponsabilidade dos pais, que não querem deixar nada para os filhos? Nem mesmo um bom exemplo de vida, um bom nome! Que o Senhor nos livre de tamanho sacrilégio!

        EM QUARTO LUGAR: Ainda bem que o pai se encontrava vivo para que o filho o visse, para que pedisse perdão pelas ofensas a ele dirigidas. Quantos que saem de casa que não tem a oportunidade de reconciliação?
        Não sejamos turrentos, teimosos, orgulhosos, duros de coração, a ponto de um ente querido partir desta vida sem haver reconciliação.
        Se você que lê estas linhas tem alguma pendencia, seja qual for, vá o mais depressa possível até a pessoa, faça as pazes, enquanto há tempo, pois o amanhã não nos pertence. Assume este propósito agora, em nome de Jesus Cristo.

        EM QUINTO LUGAR: Sigamos o exemplo do pai do filho pródigo que recebeu seu filho com muita festa, alegria, roupa nova, o colocando na mesma posição de filho que ele ocupava. Como é difícil perdoar certas ofensas, algumas atitudes para conosco! Mas é preciso para o nosso bem, saúde física e espiritual.
        Com isso aprendemos a lição de perdoar, pois o pai não faria toda essa festa se não tivesse perdoado o filho. Perdoar é o que o Senhor Jesus nos ensina.

        EM SEXTO LUGAR: Vemos uma realidade que é real, ainda, em nossos dias.
        O filho mais velho ficou chateado, enciumado, invejado, carente porque o pai recebeu seu irmão que fez tantas coisas erradas, o que pai respondeu: você sempre esteve comigo e sempre teve o direito de desfrutar de tudo, todavia o seu irmão estava perdido, estava morto e reviveu.
        Da mesma forma que aquele pai perdoou o filho e o recebeu, Deus receberá com alegria, todos aqueles que reconhecem os seus erros, pedem perdão e querem voltar-se para Deus.

        A igreja, os líderes também lhe receberão com alegria.
        Hoje é o dia da decisão, de voltar para a casa do Pai. Voltar para a casa do pai é voltar ao lugar que sempre foi seu, de onde nunca deveria ter saído. Deus lhe espera para lhe abençoar e restaurar a sua vida espiritual. Volte para o Senhor enquanto há tempo.


        Autor desconhecido e fonte também. Se alguém conhece, favor nos fornecer.

julho 26, 2012

ASSENTANDO COM CRISTO EM SEU TRONO!

O texto é AP. 3:21 que diz: “Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono”.
Temos alguns textos bíblicos que falam de assentar-se com Cristo em seu trono, que são eles: (Mat. 19: 28 e Ef. 2:6).
É um assunto que gera dúvidas. Quem vai assentar com Cristo em seu trono na glória?
A Bíblia é clara quando diz que não são todos os que vão assentar-se com Cristo em seu trono. Em (Mat. 22:14) J C diz: “Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos”.
Quero deixar claro biblicamente que só assentarão com Cristo em seu trono, em:
1 – PRIMEIRO LUGAR: Os que reconhecem, os que admitem que são pecadores, pois (Rm. 3: 23) diz: “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”.
Já nascemos em pecado, o pecado original. Já nascemos condenados. Dizer que não somos pecadores, é negar a verdade, é chamar Deus de mentiroso, pois, é Ele quem diz que somos pecadores.
Quantos que não se acham pecadores. Coitados, estão cegos espiritualmente.

Assentarão com Cristo em seu trono em:
2 – SEGUNDO LUGAR: Os que se se arrependem de seus pecados, convertem-se a Cristo. (At. 3:19) diz: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, de sorte que venham os tempos de refrigério, da presença do Senhor”.
Há duas palavras que quero destacar neste texto: Arrependei-vos e Convertei-vos.
ARREPENDIMENTO - Tem muita gente que confunde arrependimento com o reconhecimento de que errou. Arrependimento é mais do que reconhecer que errou. Arrependimento, não é só reconhecer que errou, que pecou. Arrependimento implica em confissão do pecado, que errou; assume o compromisso para com Deus que não vai cometer mais aquele pecado.
Se você está disposto(a) assumir esse compromisso com Deus, está dando um passo importante para assentar com Cristo em seu trono na glória.

A segunda palavra que quero destacar é:
CONVERTER – Tem muita gente confundindo conversão com aceitar os ensinos de uma religião. Aceitar os ensinamentos de uma religião não pode ser chamado de conversão. Conversão é mais profundo. Conversão é mudar de rumo. Conversão é transformação. Conversão é mudança de pensamentos, de atitudes. Conversão é nascer de novo. Conversão é ser nova criatura. Conversão é novo estilo de vida, o estilo de vida de Jesus Cristo.
Pense nisso que vou afirmar: Se aceitar os ensinos de uma instituição é conversão, você é convertido à escola, a faculdade que estuda, ao clube que é sócio, pois, tem um conjunto de ensinos, um estatuto; ao jornal que Lê, a TV que Vê.
Conversão é transformação de caráter, de personalidade, de emoções. Só J C pode transformar.

Assentarão com Cristo em seu trono em:
3 – TERCEIRO LUGAR: Os que creem, os que recebem a Jesus Cristo como único, como eterno salvador de suas vidas pessoais.
Ninguém pode fazer isso por você. Evangelho de Jesus Cristo que João escreveu, (Jo. 1:12) é claro: “Mas, a todos quantos O receberam, aos que creem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”.
Quero destacar três palavras neste texto: Crer, receber e se tornar filho de Deus.
CRER: Crer é mais que entender. Crer é mais que se convencer. Crer é aceitar como verdade o que a razão, à ciência não tem explicação. Crer é admitir que não tem solução própria quanto a vida eterna, daí convidar o Sr J C para modificar o seu interior, dando-lhe essa esperança.

A SEGUNDA PALAVRA É RECEBER: A Bíblia é enfática quanto o receber a Cristo como salvador. Ela não diz receber Maria, Pedro, Paulo, João. A Bíblia não cogita ninguém como coautor da salvação com Jesus Cristo. A Bíblia (Jo. 14:6; At. 4:12 e I Tm 2:5-6) são claros, vamos ler: “Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos. Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, o qual se deu a si mesmo em resgate por todos”.

A TERCEIRA PALAVRA É UMA FRASE: SE TORNAR-SE FILHO DE DEUS: Há muita confusão quanto a isso. As pessoas insistem em dizer que todos são filhos de Deus, o que não é verdade. Todos são criaturas de Deus. Filhos de Deus só os que creem, os que recebem a J C como salvador. Se, se torna filho de Deus no momento que se crê, no momento que se recebe a Cristo, então, não era filho de Deus antes de crer, antes de receber.

Assentarão com Cristo em seu trono em:
4 – QUARTO LUGAR: Os que querem fazer a vontade do Senhor. A Bíblia em (Ef. 5:17) exorta a procurar fazer a vontade de Deus. Em (I Tes. 4:3) diz que a vontade de Deus é a santificação para a nossa vida. Em (I Jo. 2:17) afirma que quem faz a vontade de Deus permanece para sempre.
Você quer permanecer para sempre? Faça a vontade de Deus, crendo, recebendo a Cristo como salvador para ter o direito de assentar-se no trono de Jesus Cristo na sua glória.

PARA CONCLUIR:
Quero convidar você assentar-se no trono de Jesus Cristo com Ele dando os seguintes passos: Reconhecendo que é pecador; Arrependendo-se dos seus pecados, erros, falhas e convertendo à Cristo; Crendo em Cristo, O aceitando como o seu único e eterno salvador; e procurando fazer a vontade de Deus em sua vida. Você quer assentar com Cristo em seu Reino?

Pr Flávio da Cunha Guimarães

Bibliografia:
Rienecker, Fritz e Cleon Rogers. Cheve Linguistica do Novo Testamento Grego. Trad. De Gordon Chown e Júlio Paulo T. Zabatiero. 1985, Ed. Sociedade Religiosa Edições Vida Nova, São Paulo, 639 p.

Marcelo Ribeiro de Oliveira. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

FALE CONOSCO

Nome:


Email:


Assunto:


Mensagem:


PAZ VERDADEIRA SÓ EM JESUS! Jo. 14:27 "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou..."