Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

abril 10, 2013

"PAI NOSSO QUE ESTÁS NOS CÉUS" - ANALISANDO O TEXTO

       PAI NOSSO QUE ESTÁS NOS CÉUS" - ANALISANDO O TEXTO (MT. 6:9-13).


        A oração do "Pai nosso", não é para ser repetida de maneira rotineira, decorada como vemos na sociedade em geral.
       Uma repetição vazia, sem sentimento e sem espiritualidade.
       Oração é conversar com o Senhor expressando os sentimentos para Ele.
       Nem tudo o que a Bíblia relata; o que o Senhor Jesus Cristo ensinou é para ser repetido como fórmula mágica.


       Exemplos:

      1 - Os mandamentos, não são para serem repetidos diariamente, pelo contrário, eles devem ser observados, obedecidos, vividos de acordo com os seus ensinamentos.


       2 - Há textos na Bíblia que são apenas relatos como os que relatam as falhas, os pecados dos homens de Deus, do povo de Deus. Como diz em (I Reis 11:3), que Salomão tinha 700 mulheres, princesas; e 300 concubinas; terminando com uma triste observação: "suas mulheres lhe perverteram o seu coração".


        3 - Os textos que falam da traição de Judas; do seu suicídio; da negação de Pedro etc,
       Não vamos sair por aí repetindo, praticando, ensinando que tem que viver assim!
       São textos que relatam o que os homens fizeram, todavia, não é porque estão na Bíblia que temos que fazer igual em nossos dias!
        Por outro lado tem ensinamentos; São relatos que nos ensinam a não sermos iguais a Salomão, a Judas Iscariotes e a Pedro.
       Salomão praticava a poligamia, enquanto o Novo Testamento ensina a prática da monogamia em (I Tm. 3:12), "marido de uma só mulher".
       Há textos que trazem princípios a serem observados; a serem aprendidos.
       Entre muitos, temos as parábolas, o próprio Pai Nosso.
       Vejamos os princípios do "Pai Nosso que estás nos Céus".


       O 1º PRINCÍPIO - "PAI NOSSO".
       Como chamar Deus de Pai nosso, se ainda não é filho de Deus?
       Só chama de pai o filho legítimo! Seja ele biológico ou adotivo.
       Talvez, você esteja fazendo a seguinte pergunta, ou questionamento: "Pr, eu aprendi que todos nós somos filhos de Deus".
       A sociedade, realmente, de um modo geral, diz que todos os seres humanos são filhos de Deus.
       Lamento desapontar você, contrariar quem lhe ensinou de maneira errada; todavia, a Bíblia ensina-me que alguns, apenas, se tornam filhos de Deus.
       Talvez isso gere em você outra dúvida: Se não são filhos de Deus, qual é a condição deles, então, diante de Deus.
       Quero afirmar que são criaturas de Deus.
       Para que fique bem claro, para que não gere dúvida, citaremos (Jo. 1:12) que diz: "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome".

       Analisemos o texto de João.
       "deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus".
       "Os homens não são pela natureza filhos de Deus; somente por meio de receberem a Cristo obtém o direito de se tornarem filhos de Deus", (Fritz, P. 161-162).
       Se, se tornam filhos de Deus, logo, antes de se tornarem filhos de Deus éramos apenas criaturas de Deus.
       Para se tornarem filhos de Deus, é preciso 2 condições, conforme (Jo. 1:12).


       Primeira Condição: Crer em Cristo como único salvador, o que (At. 4:12) confirma: "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos".


        Segunda Condição: Receber a Jesus Cristo como o seu salvador.
       O sentido no grego de receber é uma ação continua. Recebemos e continuamos com Jesus Cristo em nossa vida para sempre. "Na verdade, na verdade vos digo: Se alguém receber o que eu enviar, me recebe a mim, e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou", (João 13:20)


        Só se torna filho de Deus mediante a ação do Senhor de nos fazer seus filhos, pelo seu poder.
       O sentido no grego, mas uma vez é que, uma vez filhos de Deus, continuamos filhos para sempre.
       Uma vez filho de Deus, esse filho assume o compromisso ativo com o Senhor.
        Ao receber Jesus Cristo como salvador, a pessoa aceita tudo o que Ele declara ser; assume também dedicar toda a sua vida a Ele por toda a sua existência.
       Uma vez, filhos de Deus, somos co-herdeiros de Deus em Cristo Jesus. Portanto, não somos qualquer um! Não herdamos qualquer coisa. Somos filhos do soberano do universo. Somos herdeiros da vida eterna com Deus.


       Para concluir:
       Ficou claro para você como se torna filho de Deus? Entendeu o que foi dito?
       A oração do "Pai nosso", não é para ser repetida, mas para aprendermos princípios que o Senhor Jesus Cristo quis ensinar ao orarmos ao Senhor.
       Só pode chamar Deus de Pai aqueles que já creem e receberam a Cristo como salvador. Você já crê e já recebeu Cristo como o seu salvador?
       Se ainda não é filho de Deus, você pode se tronar filho de Deus agora, é só crer de coração e receber a Jesus Cristo como o seu salvador. Faça isso enquanto tem vida para decidir, pois chegará a hora que não poderá fazer mais as suas escolhas, pois diz o adágio popular que "morto não tem vontade".
Pr Flávio da Cunha Guimarães.

Acesse o link a seguir para uma visão mais ampla dos princípios do pai nosso O PAI NOSSO É UMA ORAÇÃO UNIVERSAL PARA SER RECITADA?

Bibliografia:


1 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.

2 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.

3 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.

4 - RIENECKER, Fritz e Cleon Rogers. Cheve Linguistica do Novo Testamento Grego. Trad. De Gordon Chown e Júlio Paulo T. Zabatiero. 1985, Ed. Sociedade Religiosa Edições Vida Nova, São Paulo, 639 p.

 5 - Marcelo Ribeiro de Oliveira. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com

abril 04, 2013

A SAÍDA TRIUNFAL DE JESUS CRISTO DE JERUSALÉM (PARTE I)

       O nosso texto é (Mt. 28:1-10.

        Lendo (Mt. 21:1-11), ali fala da entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém. O que abordamos no domingo passado.
       A entrada foi triunfal porque a multidão cantava, ovacionava o Senhor Jesus Cristo dizendo: "Hosana ao filho de Davi, Hosana nas alturas; bendito o que vem em nome do Senhor".
       A entrada de Jesus Cristo em Jerusalém foi triunfal porque a cidade ficou alvoroçada.
       A entrada de Jesus Cristo foi triunfal em Jerusalém porque Ele foi visto pela multidão como o profeta.
       A entrada de Jesus Cristo em Jerusalém foi triunfal porque Ele entrou como o Rei Messias, o consagrado do Senhor.

        Hoje quero destacar que Jesus Cristo permaneceu em Jerusalém de maneira triunfal ao purificar o templo, (Mt. 21:12-17).
       Ao confrontar a liderança religiosa do judaísmo em sua prática legalista e hipócrita que a distanciava dos ensinamentos do Senhor.
       Permaneceu de maneira triunfal ao ensinar sobre a volta do Senhor, sobre a tribulação, sobre a juízo final; ao prever a traição de Judas Iscariotes e a negação de Pedro.

        Jesus Cristo morreu de maneira Triunfal, pois entregou-se a si mesmo para ser morto, para a nossa redenção.
       Quem mais fez isso em toda a história da humanidade?

        Jesus Cristo ressuscitou de maneira triunfal.
       O milagre da ressurreição, a vitória sobre a morte pela intervenção divina, que envolveu as três pessoas da divindade: O Deus Pai; o Deus Espírito; o Deus Filho, (Jo. 10:17-18; At. 13:30-35; Rm. 1:4), trouxe para os salvos a vitória sobre a morte.

        A ressurreição não foi uma mera restauração do corpo físico do Sr Jesus desfalecido; foi uma transformação da humanidade de Jesus Cristo, que o capacitou a aparecer, a desaparecer, a mover-se de forma invisível de um lugar para outro como nos relata, (Lc. 24:31,36).
       A nossa fé, toda a nossa esperança, se apóiam na ressurreição do Senhor Jesus Cristo.
       A vitória de Jesus Cristo sobre a morte é a nossa vitória também, é a nossa esperaça.

        Jesus Cristo sai de Jerusalém para a Galiléia de maneira triunfal.

       Jesus Cristo é elevado a destra do Pai de maneira triunfal, como (At. 1:9) diz: " E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos".

        Quero concluir afirmado que:

       De nada adianta Jesus Cristo entrar de maneira triunfal em Jerusalém; permanecer em Jerusalém de maneira triunfal; Ressuscitar de maneira triunfal; subir ao céu de maneira triunfal; se não crermos nele de maneira triunfal; se não o aceitarmos como o nosso salvador de maneira triunfal; se não temos a esperança de vida eterna com Ele.
       Tudo o que Ele fez aqui foi para que nós vivêssemos de maneira triunfal; para que tenhamos vitórias triunfais seguindo os seus passos.
       Jesus Cristo já entrou em sua vida de maneira triunfal?
         Aceite Jesus Cristo como o seu único e eterno salvador.
        Pr Flávio da Cunha Guimarães.

       Bibliografia:
      
1 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.
2 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.
3 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.4 - RIENECKER, Fritz e Cleon Rogers. Cheve Linguistica do Novo Testamento Grego. Trad. De Gordon Chown e Júlio Paulo T. Zabatiero. 1985, Ed. Sociedade Religiosa Edições Vida Nova, São Paulo, 639 p.

5 - Marcelo Ribeiro de Oliveira. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

FALE CONOSCO

Nome:


Email:


Assunto:


Mensagem:


PAZ VERDADEIRA SÓ EM JESUS! Jo. 14:27 "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou..."


VISITAS POR NAÇÕES