Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

agosto 27, 2012

TRÊS COISAS QUE DEUS NÃO CONHECE!

TRÊS COISAS QUE DEUS NÃO CONHECE!

Pastor Flávio da Cunha Guimarães

1 – A PRIMEIRA COISA QUE DEUS NÃO CONHECE É A EXISTÊNCIA DE OUTRO deus!

Em (Is. 45:5) o Próprio Deus diz que não conhece outro deus, quando diz: “Eu Sou o Senhor, e não há Outro; fora de Mim não há Deus”. Deus é único. Só Ele; tão somente Ele. Os homens no decorrer da história têm criado os seus deuses para substituir o Deus Todo Poderoso. Deuses que podem ser manipulados, chantageados. No Egito inventaram o deus Boi Apis. Na Grécia inventaram os deuses Zeus e Júpiter. Na Babilônia inventaram o deus Bel ou Marduque. Na Pérsia inventaram o deus Masda, o criador do mundo, para eles. Na Índia todos os animais são sagrados, são deuses, divindades. Cada país, cada cidade tem o seu deus, o seu protetor; e Pereira Barreto não é diferente. Os grandes homens de Deus, como Davi, reconhecia que há um só Deus Todo Poderoso. É o que vemos em (II Sam. 7:22) quando diz: Portanto, grandioso és, ó Senhor Deus, porque não há semelhante a ti, e não há outro Deus senão tu só, segundo tudo o que temos ouvido com os nossos ouvidos. Existem ídolos fabricados, criados pelas mãos dos homens como afirma o Próprio Deus em (Is. 44:14-19), texto muito interessante que diz: “Quando corta para si cedros, toma, também, o cipreste e o carvalho; assim escolhe dentre as árvores do bosque; planta um olmeiro, e a chuva o faz crescer. Então serve ao homem para queimar; e toma deles, e se aquenta, e os acende, e coze o pão; também faz um deus, e se prostra diante dele; também fabrica uma imagem de escultura, e ajoelha-se diante dela. Metade dele queima no fogo, com a outra metade prepara a carne para comer, assa-a e farta-se dela; também se aquenta, e diz: Ora já me aquentei, já vi o fogo. Então do resto faz um deus, uma imagem de escultura; ajoelha-se diante dela, e se inclina, e roga-lhe, e diz: Livra-me, porquanto tu és o meu deus. Nada sabem, nem entendem; porque tapou os olhos para que não vejam, e os seus corações para que não entendam. E nenhum deles cai em si, e já não têm conhecimento nem entendimento para dizer: Metade queimei no fogo, e cozi pão sobre as suas brasas, assei sobre elas carne, e a comi; e faria eu do resto uma abominação? Ajoelhar-me-ei ao que saiu de uma árvore?” Deus reafirma que é o Único Deus em (Is. 45:7,12 e Is. 46: 9C) “Eu sou Deus, e não há outro; Eu sou Deus, e não há outro semelhante a mim”. Sinto muito em desapontar alguns, mas o que dizem por aí sobre santos, ídolos, imagens, deuses não passam de mitos, de lendas, de histórias. Deus só o Senhor criador dos céus e da terra.

2 – A SEGUNDA COISA QUE DEUS NÃO CONHECE É UM HOMEM SE QUER SEM PECADO!

O Próprio Deus diz em (Rom. 3:23): “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”, (Rom. 3:23), e não está isolado na Bíblia. Em (Ecles. 7:20) também diz: “Na verdade que não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque”. Não houve, não há e não haverá homem justo na terra. O único justo que aqui viveu, Jesus Cristo, morreu pelos injustos. (I Jo. 1:8,10) reforça a verdade que todos os homens são pecadores, se não vejamos: “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós... Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós”. Todavia, há religião que afirma que seu líder não tem pecado! Que até pode perdoar pecados! Isso contraria a Bíblia! Isso, sim, que é blasfêmia! O único que pode perdoar pecados é Deus, Jesus Cristo. É o que diz (Mat. 9:6): “Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados (disse então ao paralítico): Levanta-te, toma a tua cama, e vai para tua casa”. O homem do Século XXI não quer ouvir que é pecador. Que está perdido. Que precisa do Senhor Jesus para perdoar os seus pecados, salvá-lo, dar-lhe a vida eterna com Deus. O homem moderno acha-se ser ele um deus! Se é um deus, logo, não é pecador. Os movimentos Nova Era, uma ala da psicologia querem nos convencer que o pecado não existe. Que o pecado é fantasia da mente, que é uma questão psicológica, mental, um mal estar da alma. Simplesmente isso! Todavia, além da prova bíblica que o pecado existe, é real, queremos apresentar mais três provas de que o pecado é real como é real a morte:

1 – O Primeiro Exemplo é a morte. (Rom. 6: 23) fala que ela é o salário do pecado.

2 – O Segundo Exemplo: O mal que há dentro de cada ser humano, ainda que demonstre ser muito bom. (Rom. 7:19) diz: “Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico”.

3 – O Terceiro Exemplo: A violência, os sequestros, os homicídios, a pedofilia, a corrupção tão enraizadas no coração dos seres humanos são as evidências externas que o pecado existe dentro de cada um de nós. Você poderá perguntar: Então não há esperança para o ser humano?! Sim! Há esperança, desde que reconheça que é pecador; que se arrepende de seus pecados; faça confissão a Deus; aceite a Cristo como seu salvador para se tornar uma nova criatura em Cristo Jesus, como nos diz (II Cor. 5:17) – “Se alguém está...” Em (I Jo. 3:8) diz: “Quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o principio. Para isto o Filho de Deus se manifestou para destruir as obras do Diabo”. Você já convidou Jesus Cristo para destruir a obra do diabo em nossas vidas? Eu já convidei.

3 – A TERCEIRA COISA QUE DEUS NÃO CONHECE É OUTRO MEIO DE SALVAÇÃO, A NÃO SER POR JESUS CRISTO. No Evangelho de Jesus Cristo que João escreveu, (Jo. 14:6) diz: “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”. O que é confirmado em (At. 4:12) “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”. Os homens, as religiões têm apresentado alternativas diversas para a salvação. As boas obras, a caridade, a reencarnação, a própria religião, os sacrifícios, os Sacramentos, Maria etc, etc e etc. Por outro lado, a Bíblia apresenta uma só solução: Jesus Cristo. Além dos textos acima, temos (I Tim. 2:5) “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem”. Os judeus não reconheceram essa verdade, por isso rejeitaram a Jesus, (Jo. 1:11) “Veio para o que era seu, e os seus não O receberam”. O que não tem sido diferente em nossos dias, a maioria não tem reconhecido Jesus Cristo como o Único salvador. Foi o Único que morreu em uma cruz para nos salvar. Quanto a salvação indicamos o link O PAI NOSSO É UMA ORAÇÃO UNIVERSAL PARA SER RECITADA?

PARA CONCLUIR:

O que você vai fazer com essas três verdades? Não há outro Deus além do que a Bíblia apresenta. Todos os homens são pecadores, portanto estão perdidos. Só Jesus Cristo pode salvar, ninguém mais. Portanto, só há uma resposta de sua parte: Aceitar ou recusar! Eu quero que você aceite Jesus Cristo como o seu Único salvador.

Consulte também o blog: HTTP:ODOMPERFEITO.BLOGSPOT.COM

Bibliografia:

1 - HARRIS, R. Laird; Gleason L. Archer Junior e Bruce K. Waltke. Dicionário Internacional de Teologia do Antigo Testamento. Tradução de Márcio Loureiro Redondo; Luiz A. T. Sayão e Carlos Osvaldo C. Pinto. 2008, Ed. Vida Nova, São Paulo, 1789 p, p. 235.
2 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.
3 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo.
4 - BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p.
5 - Bíblia de Promessas. Tradução João Ferreira de Almeida. RC. 2ª Edição, Co-edição JUERP e King's Cross Publicações, 2009.
6 - RIENECKER, Fritz e Cleon Rogers. Cheve Linguistica do Novo Testamento Grego. Trad. De Gordon Chown e Júlio Paulo T. Zabatiero. 1985, Ed. Sociedade Religiosa Edições Vida Nova, São Paulo, 639 p.
7 - Marcelo Ribeiro de Oliveira. Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com

agosto 20, 2012

“NÃO É TARDE DE MAIS”

A música gospel da Cassiane que tem como título: “NÃO É TARDE DE MAIS”, cabe uma boa reflexão sobre a mesma. Enquanto vivemos, não é tarde de mais para pensar sobre a vida em que estamos vivendo; se agrada ou desagrada ao Deus soberano ou não. Não é tarde de mais para repensar alguns conceitos sobre a vida com Deus na escola, no trabalho, nas amizades, na sociedade, na Igreja e em família. Não é tarde de mais analisar se agradamos ou não à família que nos ama, quer o nosso bem, o melhor para nós, que amamos. Não é tarde de mais para mudar o caráter, os maus hábitos, os maus costumes, os vícios, o gênio mau que tanto afetam a família, os irmãos em Cristo e até os amigos. Enquanto vivemos, nunca é tarde de mais para mudar o rumo da vida; de uma vida infeliz para uma vida feliz. De uma vida vazia, sem sentido, sem propósito para uma vida cheia de esperança, de planos, de projetos para a realização pessoal, familiar e para com o Reino do Senhor. Não é tarde de mais para buscar a santificação, uma vida separada e comprometida com o Senhor, o que Ele quer de cada um de nós. Enquanto vivemos, não é tarde de mais para corrigirmos a rota da vida, os que estão caminhando para a condenação eterna, para a vida eterna fora do paraíso, sem a presença do Senhor Jesus Cristo. Pense nisso! Convide o Senhor Jesus Cristo para mudar a sua maneira de ser, de viver, de se relacionar de um modo geral, de tratar a sua família; tratar as coisas de Deus. Pergunte para a sua família se ela está feliz com você vivendo a vida que vive. Sejamos corajosos, o bastante, para encararmos a realidade, a verdade em que vive em família. Você está feliz? A sua família está feliz com você vivendo essa vida que você mesmo reprova? Não é tarde de mais para mudar! O Senhor pode nos ajudar a mudar o que nós mesmos não podemos mudar. Assuma o propósito de mudar enquanto ainda há tempo. E o tempo é agora! Deus nos abençoe, nos dê tempo, oportunidade, coragem e nos ajude a mudar. Pr Flávio da Cunha Guimarães. Visite também o Blog: HTTP://ODOMPERFEITO.BLOGSPOT.COM

agosto 14, 2012

UM PAI AMIGO DE DEUS!

Em (Is. 41:8) o Senhor diz assim: “Porém tu, ó Israel, servo meu, tu Jacó, a quem elegi descendência de Abraão, meu amigo”. Queremos afirmar que este texto não está isolado. Existem pelo menos mais dois textos dizendo de Abraão como amigo de Deus, que são eles (II Cron. 20:7 e Tg. 2:23). Quem é esse pai amigo de Deus? Esse pai é Abraão que significa “Pai de uma grande multidão” 1. Realmente Abraão veio ser pai de uma grande multidão, cumprindo assim, tanto o significado do nome, bem como a promessa de Deus feita a ele em (Gn. 15:3-5). De Abraão descendeu dois povos, numerosos. De Ismael veio os ismaelitas, que hoje são os árabes, berço de Maomé, dos Mulçumanos. E de Isaque, depois Jacó, descendeu os hebreus, os israelitas, hoje os judeus, berço do Judaísmo. Quais as razões que levaram Abraão a ser um pai amigo de Deus? Abraão se tornou um pai amigo de Deus em... 1 – PRIMEIRO LUGAR: PORQUE FOI UM HOMEM DE FÉ. Em (Gn. 15:6) diz: “E creu ele no Senhor, e imputou-lhe isto por justiça”. Atitudes que demonstram a fé de Abraão. Atendeu o chamado de Deus deixando sua terra, seus parentes, seus familiares, seus amigos para ir a uma região desconhecida, estranha mediante a promessa de Deus, (Gn. 12). Por isso Deus imputou-lhe a justiça divina. A palavra Imputar significa atribuir a alguém. Pagar determinada dívida. Deduzir um valor de outro. Mediante o crer de Abraão em Deus, Deus atribuiu a Abraão o perdão de seus pecados. Já cremos o suficiente em Jesus Cristo a ponto de sentirmos a segurança que o Senhor já perdoou os nossos pecados? Quais são as nossas atitudes que tem demonstrado que temos fé em Jesus Cristo? A Mensagem de João, o Batista em (Mt. 3:8) aos pecadores de seus dias é a seguinte: “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento”. Se não somos capazes de deixar os pecados deste mundo traiçoeiro para viver para o Senhor Jesus Cristo, não somos dignos dele, é o que o Próprio Jesus Cristo diz em (Mt. 10:37-38): “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim. E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim”. Abraão se tornou um pai amigo de Deus em... 2 – SEGUNDO LUGAR: PORQUE TEMIA AO SR. COMO CONSEQUÊNCIA ADORAVA AO SR. Em (Gn. 12:7-8) diz: “E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera. E moveu-se dali para a montanha do lado oriental de Betel, e armou a sua tenda, tendo Betel ao ocidente, e Ai ao oriente; e edificou ali um altar ao Senhor, e invocou o nome do Senhor”. Além do texto acima, temos (Gn. 13:18) que fala dele levantando altar a Deus. Cada lugar que Abraão chegava, ele construía um altar para adorar ao Senhor. O temor ao Senhor leva automaticamente a adoração. Abraão era um verdadeiro adorador. Daí ser amigo de Deus. Você, eu, nós podemos ser amigos de Deus. Para isso é só termos disposição em adorar. Um povo ou uma pessoa que não se dispõe adorar ao Senhor, ao invés de ser amigo de Deus, torna-se inimigo do Senhor. Todavia, eu e você não queremos ser inimigos de deus, pois a Palavra do Sr nos diz em (Heb. 10:31): “Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo”. Abraão se tornou um pai amigo de Deus em... 3 – TERCEIRO LUGAR: POR SER UM HOSPEDEIRO NATO. Abraão era tão hospedeiro que em (Gn. 18: 1-16) diz que ele hospedou três anjos em sua casa. O V.2 diz que Abraão quando viu os três anjos vindo em sua direção, ele correu ao encontro deles, sem saber a princípio que se tratavam de anjos. Além de hospedar, ele ofereceu um excelente banquete. É bem verdade que, a hospedagem hoje de desconhecidos, é um tanto perigosa, visto que há tantos maus intencionados querendo entrar em nossas casas. Hoje a maioria de nós corre para longe daqueles que precisam de hospedagem. É por isso que o Evangelho do Senhor Jesus Cristo precisa fazer parte verdadeiramente da vida das pessoas, para que arranque essa maldade dos nossos corações. Aí, sim, o povo de Deus possa hospedar aqueles que são de Deus como Abraão o fazia. Assim como Abraão hospedou os anjos do Senhor, (os anjos vieram em forma humana, o que se chama, teofania), precisamos hospedar o Senhor Jesus Cristo em nossas vidas como o nosso único e eterno salvador. Abraão se tornou um pai amigo de Deus em... 4 – QUARTO LUGAR: POR SER UM INTERCESSOR FERVOROSO. Em (Gn. 18:23-32 e 19:29 nos diz o quanto Abraão intercedeu pela não destruição de Sodoma e Gomorra. Eu creio que Deus ainda não destruiu tudo o que existe aqui, como nos diz a sua palavra em (II Pe. 3:10): “Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão”, porque ainda há muitos Cristãos fiéis intercedendo pela salvação de muitos que estão perdidos. Se você ainda não intercede pela salvação de vidas, que possa fazer isso a partir de hoje. Abraão se tornou um pai amigo de Deus em... 5 – EM QUINTO LUGAR E ULTIMO: APESAR DAS FALHAS DELE, ELE ERA FIEL AO SENOR. Suas falhas: Teve medo de ser morto, (12: 12). Por ter medo, mentiu algumas vezes; fez com que sua esposa Sara mentisse também, (Gn. 12:13; 20:2). Teve dúvidas como nós, (Gn. 15:8), todavia, foi fiel em outros aspectos para com o Senhor, (Gal. 3:9). Quando o Senhor lhe pediu o seu filho em sacrifício, não duvidou em oferecê-lo, (Gn. 22) relata os fatos, o que Deus não o permitiu, enviando-lhe uma ovelha para o sacrifício. Você e eu podemos ser pais amigos de Deus como Abraão o foi, apesar de nossas falhas, se tivermos as qualidades que Abraão teve: Ele foi um pai de fé. Foi um pai adorador. Foi um pai hospedeiro nato. Foi um pai intercessor fervoroso. Foi um pai fiel ao Senhor. Que sejamos filhos de Deus como o Pai Supremo daqueles que creem e aceitam a Jesus Cristo como salvador, AMÉM!
PR FLÁVIO DA CUNHA GUIMARÃES DÊ UMA PASSADA PELO BLOG: HTTP://ODOMPERFEITO.BLOGSPOT.COM
 Bibliografia:
1 – BOYER, Orlando S. Pequena Enciclopédia Bíblica. 7ª Ed. Editora Vida, Miami Flórida USA, 665 p. 2 2 - Bíblia de Estudo de Genebra. São Paulo e Barueri. Cultura Cristã e Sociedade Bíblica do Brasil, 1999, 1728 p.
3 - Bíblia Vida Nova. Traduzida por João Ferreira de Almeida. Editora: S. R. Edições Vida Nova, 2ª Ed. 1978, São Paulo. Marcelo Ribeiro de Oliveira.
4 - Bíblia Sagrada Versão Digital 6.7 Freewere, marcelo@blasterbit.com

agosto 10, 2012

VENCENDO DESAFIOS!

I JO. 2:13-14. No mês de agosto, nós, os Batistas, comemoramos o mês da juventude. Por isto, nesta manhã me propus falar sobre: Vencer Desafios. Os jovens, atuais, têm enfrentado muitos e grandes desafios. 1 – O Primeiro e Grande Desafio – O desafio da preparação ideal para o mercado de trabalho. Os que dependeram das escolas públicas até o ensino médio, não têm o mesmo preparo que os das escolas particulares tem. Por isso, vemos uma injustiça tremendo; os que estudaram nas escolas públicas, que não puderam pagar um curso pré-vestibular para se prepararem melhor, para passarem em um vestibular nas Universidades Públicas; se querem fazer uma universidade, tem que pagar, sem poder, uma universidade particular. Já os alunos que estudaram nas escolas particulares até o ensino média, que puderam fazer um pré-vestibular, passaram nas universidades públicas; exatamente esses que deveriam estar nas universidades particulares, pois podem pagar a mesma. Há uma inversão: As universidades particulares com alunos de escolas públicas, os que podem pagar, com muito sacrifício. As universidades públicas com alunos de escolas particulares, exatamente os que poderiam pagar uma universidade particular. O que fazer para mudar essa realidade? Algumas medidas já se têm tomado, todavia, ainda muito tímidas para resolver este problema. Este é o Primeiro e Grande Desafio que os jovens têm que vencer. 2 – O Segundo e Grande Desafio – O Desafio das Vagas no Mercado de Trabalho. Tem sido difícil conseguir um emprego por alguns motivos: A – Com o advento das máquinas cada vez mais substituindo a mão de obra do homem; B – Com uma concorrência cada vez maior de pessoas a procura de trabalho; C – Com pouco crescimento da economia brasileira e mundial; D – Com o aumento dos encargos sociais, impostos que fazem com que às empresas contratem menos, fica cada vez mais difícil conseguir uma vaga no mercado de trabalho, um emprego. Daí que tantos trabalham como autônomos ou na situação informal. Este é o Segundo e Grande Desafio que os jovens têm que vencer. Conseguirem emprego, aqueles que querem trabalhar, porque infelizmente há muitos que não querem trabalhar. Querem viver à custa dos pais, da mulher, amante etc. 3 – O Terceiro e Grande Desafio – O Desafio de ter uma Identidade. Não me refiro a uma Cédula de Documento, o RG. Refiro-me a identidade quanto à personalidade, o caráter, ao estilo de vida, as atitudes. Há uma sede, um desejo, uma busca intensa dos jovens, dos adolescentes, até pessoas da melhor idade, para serem diferentes, para terem o seu lugar ao sol, para aparecerem, para serem reconhecidos, para serem notados; ainda que sejam através de um comportamento estapafúrdio, exótico, esquizofrênico, quando na verdade não estão sendo diferentes coisa alguma; estão, na verdade, copiando modelos, modas, ondas que alguém lançou. Não conseguem perceber que são manipulados(as). Que estão sendo iguais aos que lançaram a moda, seja um grupo ou uma tribo; pois a sociedade está dividida assim. Querem ser diferentes, mas copiando alguém, o que já existe na sociedade. Que diferença é essa, se faz o que outros estão fazendo? Devemos ser diferentes, sim, mas do sistema corrupto, que é a nossa sociedade, para ser igual a Cristo numa sociedade que picha, que discrimina os que têm posição definida por Cristo e querem viver como o seu Senhor. A grande questão é: Com quem parecer? A quem imitar? A quem copiar? Que modelo seguir? Vivemos um pluralismo de estilos exóticos, estapafúrdios, esquizofrênicos, de mau caráter, de dupla personalidade. É só observar o que está acontecendo na sociedade. As pessoas estão vazias, perdidas, sem objetivos, sem propósitos em suas vidas. Por sermos pecadores, por natureza, escolhemos o estilo rebelde, o estilo desobediente a quem está acima de nós, à insubmissão, o rebelar-se. Onde ficou o estilo Santo? O comportamento, o caráter, a personalidade de Cristo que é o nosso modelo maior? Ficou nos escombros das gerações passadas, que não souberam separar o joio do trigo; nas consciências culpadas, torturadas dos pais diante do desastre de verem os filhos distantes do Senhor; por não seguirem os ensinamentos de Jesus Cristo, os filhos estão mergulhados num sistema que podemos chamá-lo de maligno, como nos diz a Bíblia em (I Jo. 5:19) que o mundo está no maligno, que tem feito tantas famílias sofrerem, ficarem envergonhadas diante do comportamentos de seus familiares, pais e irmãos. Pais que tiveram vergonha da falar de Cristo para os filhos, hoje amargam tristezas, remorso, culpa, profundas. Se este é o seu caso, quero lhe dizer que ainda é tempo de consertar os erros do passado. Busque a mudança, a transformação que vem de Cristo Jesus. Busque a salvação que só Jesus Cristo pode dar. Vá ao encontro de sua família. Peça perdão pelos erros. Vá para uma igreja, levando contigo a sua família. Seja um(a) vencedor(a). Em Cristo Jesus você vence os desafios! Amém!
Pr Flavio da Cunha Guimarães
VISITE TAMBÉM: HTTP://ODOMPERFEITO.BLOGSPOT.COM
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

FALE CONOSCO

Nome:


Email:


Assunto:


Mensagem:


PAZ VERDADEIRA SÓ EM JESUS! Jo. 14:27 "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou..."


VISITAS POR NAÇÕES