Versículo do Momento

LEIA A BÍBLIA

julho 08, 2014

SOCORRO: PRECISO DE AJUDA, PRECISO DESABAFAR!

SOCORRO: PRECISO DE AJUDA, PRECISO DESABAFAR!

SAL. 42:1-5,8.

O salmo 42 é classificado como um dos salmos de lamento.
Ao lê-lo percebemos, fica claro para que o salmista está vivendo uma ansiedade, um conflito, uma angústia profunda em lágrimas, V. 3,5.
Quantos de nós estamos vivendo essa ansiedade, essa angústia, esse conflito e essas lágrimas! Por quê? Porque “a minha alma não respeita a minha fé”, William Lane em sala de aula.
A angústia, a ansiedade, o conflito e a lágrima do salmista só podia ser por causa da opressão do inimigo, o que é claro no V.9.
O salmo não especifica qual é esse inimigo.
Como o Hebraico fala de coisas concretas, podemos entender então que esse inimigo era real, mas não sabemos qual era o inimigo que poderia ser um exército, alguém de dentro da comunidade.
Se para o salmista o inimigo era real, mas invisível para nós pelo fato do salmista não especificar qual era.
Por outro lado em nossas vidas há inimigos que são invisíveis, mas reais que são eles:
O complexo de inferioridade. Ele corrói relacionamentos humanos em geral; no trabalho; na família; na igreja; para com Deus.
Gera ciúmes; Contendas; Disputas etc.
Leva ao orgulho, à vaidade, o desprezar alguém ou ser desprezado, daí gera outra situação que é a de se sentir um pobre coitado, ninguém gosta de mim!
A visão distorcida é outro inimigo invisível, a mania de se sentir perseguido(a), desprezado(a), ninguém gosta de mim, ninguém liga pra mim, se vê como vitima, um(a) infeliz. Que pode levar a pessoa só ver maldade nos outros.
Esses inimigos atrapalham a auto-estima e o relacionamento em todos os níveis.
Qual é o meu, o nosso inimigo que tem atrapalhado o nosso relacionamento com os amigos; com a igreja; com a famílai e com Deus?
Cuidado com os inimigos invisíveis de sua vida, que nem sempre são invisíveis para aqueles que estão ao nosso redor; esses inimigos estão minando sua vida, sua saúde mental, física e espiritual.

O PEDIDO DE SOCORRO, DE AJUDA DO SALMISTA É DEVIDO A SENSAÇÃO DE QUE ESTÁ SÓ, ABANDONADO, ATÉ MESMO POR DEUS, O QUE ELE PERGUNTA NO V. 9: “POR QUE TE ESQUECESTE DE MIM?”
Esta é a sensação de muitos em nossos dias, na sociedade e até mesmo dentro de nossas igrejas, a sensação de solidão e de abandono.
Mas Deus não esquece, não abandona a ninguém. Ele continua ativo, dirigindo todas as coisas, inclusive nos sustentando pelo se poder, amor e misericórdia. Se há abandono, somos nós que abandonamos a Deus!
Aparentemente o salmista não está vivendo uma vida pecaminosa, pelo menos não há confissão, portanto não há pecados aparentes.
Por que, então, se sentia abandonado?
Vamos entender melhor quando olhamos com atenção para o V. 10 que fala da aparente inação, inércia de Deus.
Quando os inimigos, adversários questionam o salmista: “Onde está o teu Deus?”
A angústia do salmista está, não só na aparente inércia e inação de Deus, bem como na acusação dos inimigos em cobrar a ação de Deus na vida do salmista; pensavam os inimigos do salmista, se Deus não estava presente é porque o salmista estava em pecado. Alem disso, o salmista fica angustiado porque em seu pensamento Deus devia fazer justiça aos seus inimigos pelo fato de ser, ele, o salmista, justo.
Essa situação gera em nós também os mesmos sentimentos que houve no salmista, de que Deus tem que punir os que não crêem nele, zombam dele, que fazem injustiça a nós. É a teologia do merecimento, da recompensa de alguns grupos, de que Deus é obrigado a fazer justiça a nosso favor porque somos filhos e temos direitos. Esses se esquecem que somos pecadores, portanto não merecemos nada. O que Deus nos dá e faz por nós, o faz pela sua bondade e misericórdia.
Deus não abandonou o salmista. Deus não abandonou, não abandona e não abandonará aqueles que são seus filhos; e filhos só são aqueles que creram e aceitaram a Cristo como salvador único e Senhor de suas vidas, é o que diz João 1:12.
Deus não esquece e não abandona os seus filhos, são os homens que distanciam, abandonam e esquecem a Deus por causa de seus pecados, Isaías 59:1-2 é bem claro a esse respeito.
Quantas pessoas vivendo na multidão, dentro de uma igreja, no ceio da família, mas com a sensação de solidão! De abandono!
Se este é o nosso caso, nos sentindo abandonados, mesmo sendo filhos de Deus, lembremos que não estamos só, desamparados, se não vejamos o salmo 37:25: “Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem sua descendência a mendigar o pão”.
Salmo 94:14 “Pois o Senhor não rejeitará o seu povo, nem desamparará a sua herança”. E,
Romanos 11:1a “Pergunto, pois: Acaso rejeitou Deus ao seu povo? De modo nenhum”.
Mas há uma questão a se considerar: Como Deus agirá, abençoará vidas que estão entupidas, borradas, enlamaçadas pelo pecado?
Isaías 55:1-2 diz: “Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para que não possa ouvir; mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouço”.
Todavia, quando esse homem, essa pessoa angustiada, pedindo socorro, precisando desabafar se abre para Deus, o que o salmista o faz nos Versos 5 e 11 “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação que há na sua presença. A Ele que é o meu socorro, e o meu Deus”. Deus vem ao seu encontro em socorro.
Quero finalizar dizendo que o salmista precisava apenas desabafar. Ele sabia que podia contar com Deus!
Quantos que precisam desabafar, mas não conseguem porque não tem coragem! Pensam que os outros vão pensar que é um fracassado. Ou porque não tem quem os ouçam! Não crêem em Deus por isso não vão a Ele. Mas se precisa de socorro procure alguém mais de idade, de sua confiança e desabafe! Vá ao Senhor o maior, o melhor e o mais confiável amigo para nos ouvir. Abre o seu coração diante dele em oração, quem sabe você irá em lágrimas. Conte ao Senhor  em oração as suas tristezas. As suas angústias. Seus conflitos. Os seus sofrimentos. Os seus lamentos. Espera em Deus e Ele lhe responderá! Eu creio assim! Você crê?
Autor: Pastor Flávio da Cunha Guimarães.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

FALE CONOSCO

Nome:


Email:


Assunto:


Mensagem:


PAZ VERDADEIRA SÓ EM JESUS! Jo. 14:27 "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou..."